Páginas

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Dois dias para 2011



Uau! Dilma venceu as eleições. Jogador de futebol matou esposa. O Brasil não ganhou a copa do mundo. Vendaval arrasou com metade da minha cidade. Natal Luz aumentou de tamanho, comemorou 25 anos e está polêmico. Eu acabei com meu grupo de teatro e começo 2011 sozinha. 
Colocaram "Milionário e José Rico" (Nada contra eles) para comemorar o aniversário de Canela e divulgaram como o "Show do ano"! Gente, que loucura!

Noticias que não esperávamos ouvir ou ver, mas que aconteceram em meio a tantas outras. Noticias boas, noticias ruins, noticias tristes,noticias avassaladoras, noticias maravilhosas. Verdade,é que mais um ano voou, daqui a dois dias é 2011, o mundo não acabou, Michel Jackson morreu mesmo e eu não estou amando, isso sim, é uma tristeza absoluta.

Este ano de 2010 foi o ano do tigre, das lutas, das batalhas.  2011 é o ano do coelho. Será que todos vão sair se reproduzindo?kkkkkkkkk
Um ano calmo, mais tranquilo depois do turbulento ano feroz  do tigre. Nós devemos apagar alguns pontos, curar as nossas feridas e começar com algum descanso após todas as batalhas do ano precedente. Tempo de ficar com os olhos bem abertos a tudo a nossa volta.

Para 2011 e espero e almejo tranquilidade, na vida profissional, familiar, pessoal e espiritual. Focar no que realmente deve ser feito.Não perder tempo com pessoas ou trabalhos que não valham a pena. Os amigos verdadeiro seguem comigo, os outros que desprenderam suas máscaras, eu perdoo e desejo que sigam seu caminho e sejam felizes. Que não olhem para trás. 

Que venha 2011! Na numerologia ano 4, do coelho... Tenhamos fé na vida, no homem, em nós mesmos. Que façamos a diferença naquilo que nos propusemos a fazer antes de aterrizar por aqui. 

"Muitas pessoas recebem respostas a pedidos que não lembram de haver feito; mas se a resposta veio, é prova de que o pedido foi formulado; o fruto é sempre da mesma natureza que a semente."

                                               FELIZ ANO NOVO PARA TODO O PLANETA!!!!




quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Interferências Alpen Park

                                                     As crianças me adoram! (Grata surpresa)                                                      

                                                  Alunas queridas de teatro 

                                                   Joidne e Espeto no Cinema 4d 

                                                   Álbum de récem casados na Serra Gaúcha 

                                                      Posando para a foto 

                                                   Andando de trenó...
Iniciamos semana passada as interferências no Alpen Park em Canela. Nosso parceiro e apoiador de viagens internacionais.
Até o final do mês estaremos realizando interferências teatrais como:


"As Encalhadas" (com Maria Cristina e Regina Peres)
Atores Desempregados (Carla F. e Julio Kraemer)
Casal em Lua de Mel (Lisi Berti e Julio Zaicoski)
Quem estiver de férias e quiser curtir, vale a pena conferir as atrações do parque e nós, é claro. Sempre das 11h às 12h30min e das 13h às 14h30min (todos os dias).

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Crítica arrasa ou nos impulsiona?


Crítica.Arte de julgar. Senso em escolher o que é bom e ruim. Exame. Assim está escrito no dicionário. Há gente que é pago para isso, como Barbara Heliodora uma das grandes críticas teatrais. Só de te-la sentada em uma plateia atores e diretores ficam tensos com que ela poderá sair dizendo, ou melhor escrevendo.
Há críticos sem bom senso. Críticos sem pudor. Críticos sem argumento. Crítico do crítico.
Mas é mesmo necessário toda essa cobrança? Ou melhor, essa "criticança" ? Há crítico  de artes plásticas, de música, de dança, de livros... há críticos para tudo hoje em dia em qualquer área. Mas o pior crítico é aquele que te critica quando você menos espera. Que te critica corretamente, que aponta o dedo na sua cara e te diz tanta verdade que você fica zonzo e imóvel.

Muitos dizem que não se importam com a crítica. Mentira! No fundo todo mundo se importa, principalmente se a fonte é de respeitosa qualidade. Critica bem quem trabalha bem e tem moral e conhecimento para tanto.
Critica bem, o sutil, o sensato, o coerente, o analítico. Critica bem quem já foi criticado e sabe o poder avassalador que uma crítica tem.

Já recebi inúmeras críticas ao longo da minha vida. Na familia, no trabalho, nos amores...algumas me fizeram repensar alguns vergonhosos atos, outras me despedaçaram,e só de pensar nelas os remendos dos cacos começam a coçar dizendo que ainda estão ali, presos a mim.

Hoje recebi uma crítica que me foi um pouco dolorosa, porque era verdadeira e verdade sempre dói quando não estamos preparados para ouvi-la. Tive a sensação de tomar um soco no estômago. Em seguida minha cabeça deu sinais de dor.(Dificilmente tenho dor de cabeça). Meu rosto se fechou. Cerrou. Fiquei em estado de choque intelectual. Refiz um feedback, tentando ver onde foi que errei. Onde foi que me "desalinhei". Foram várias vezes, de várias formas, em muitos aspectos. Permaneço ainda em estado de mudismo. Recuperação lenta. Análise profunda.

Mário Quintana dizia que os críticos não servem para nada. Servem sim, para nos deixar com pulguinhas atrás das orelhas. Cabe a nós darmos moradia a elas ou aniquilá-las de vez! To me coçando aqui!!!



quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Gente Tóxica...Deus me livre!!!

Final de ano. Trabalhos a mil. Conhecendo várias pessoas de diversas realidades, cidades e claro, energias. Energias bem diferentes da minha...Algumas acrescentando, outras derrubando. No meio deste bombardeio, tomo fôlego, levanto a cabeça e sigo. Tenho aprendido a me proteger mais, a brigar menos e voltar a me divertir como sempre. Assumi cargas que não eram minhas este ano, cargas que atrasaram meu caminho mas também que me fizeram escolher novos caminhos. Conheci gente tóxica. Gente poluente. Gente aderente e que não havia jeito de desgrudar...Mas depois de todas essas gentes,me tornei mais gente, aprendendo com o meu lixo seletivo.

                                                              
Na imagem acima, obra Portrait of Alice Liddell after Lewis Carrol do maravilhoso paulista Vik Muniz, famosissímo no mundo todo, ele trabalha releituras com lixo, geléias,gomas e materiais completamente diferentes para criar arte. Talvez esteja na hora de eu remexer no meu lixo interno, seja ele plástico, orgânico ou de papel e me reinventar como artista. Como pessoa. Como ser Humano. Não consigo mais fazer arte por passatempo, por dinheiro ou somente arte por arte.Necessito urgente encontrar o novo, seguir minha verdade, colocar emoção visceral nas coisas que faço e atuo. Eu preciso me reciclar!
Mas mexer com lixo, ainda mais o lixo interno tão bem enterrado, requer prática, cuidados essenciais e muita ousadia! Pois se você não mexer direto pode dispertar odores e dissabores.
Minha única meta em 2011: agir mais com o coração. E gente tóxica, Deus me livre, mas não quero mais no meu caminho. Se puder, quero colocar na lixeira do vizinho.


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Do filme: Entre o Céu e a Terra

"Nós estamos sempre entre o Sul e o Norte...
Entre o Leste e o Oeste...
Entre a Paz e a Guerra...
É nosso destino estar entre o Céu e a Terra...
Quando resistimos ao destino,nós sofremos.
Quando o aceitamos, somos felizes.
Temos tempo em abundância...
Temos a eternidade para repetir nossos erros;
E precisamos corrigir os erros só uma única vez para ouvir a música da iluminação.
Se os mestres estiverem certos, e tudo tem um motivo, então o valor do sofrimento é aproximar-nos de DEUS, ensinando-nos a ser fortes quando somos fracos; corajosos quando temos medo; sábios em meio ao tumulto, e deixar o que não podemos mais reter."

E há tanto para não reter, tanto para não sofrer, tanto para não ser fraco, não ter medo...Em meio as lutas diárias somos empurrados a cada dia perto do abismo. Temos duas escolhas: dar o passo e aventurar-se ou estagnar...Sim, repetimos erros, padrões e sofremos absurdamente e dolorosamente por coisas já sofridas que deveriam ter sido aprendidas. Nossa ignorância talvez, seja nosso escudo. Mas agora é tempo de desarmar-se pois guerras são ganhas no coração e não de terra em terra, guerras são para fracos que lutam contra si...Nossa maior batalha e contra nós mesmos, contra nossos boicotes interiores, contra nossos sonhos...ah, como vamos contra eles...contra nossas vontades...Mas aprendemos sempre, seja com amor ou pela dor... Durante anos eu aprendi pela dor...agora comecei a ser menos inimiga de mim e aprendo com amor...Dói menos...

                                              Foto de Mário Cravo Neto (baiano maravilhoso)

sábado, 11 de dezembro de 2010

Para Sentir Seu Leve Peso

De Marina Colasanti:

"Guardava o rouxinol na caixinha. Tudo o que queria era andar com o rouxinol empoleirado no dedo. Mas se abrisse a caixinha, ah! certamente fugiria.
Então amorosamente cortou o dedo. E, através de uma mínima fresta,o enfiou na caixinha."

Eis a minha caixinha, com os meus rouxinóis...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Cartas para não ler, para não rasgar...

Começo aqui com frases do livro "Minhas Queridas" de Clarice Lispector, onde tem cartas dela trocadas com suas irmãs, livro que ganhei do meu querido amigo e colega Mario Ballenti de amigo secreto.
Selecionei a seguinte carta: "Há pessoas que, quebradas de seu orgulho, nada mais têm. Eu sou horrivelmente difícil de se viver com. Mas não é por culpa minha, acredite. Eu bem que me controlo, mas sou tão sensível. A vida é longa...Um pouco de solidão me fará bem. "
Eu, Lisi, às vezes fico confusa sobre ser ou não difícil de viver. Meu ex marido (ex a nove anos diga-se) deve me achar horrivelmente e insuportavelmente horrível de viver, eu realmente fui no finalzinho com ele. Não consigo atuar na vida real. Sou tão transparente que às vezes dói e magoa as pessoas. Eu sei, e não consigo me segurar. Ainda e sempre! Fujo quando estou mal. Gosto da solidão, às vezes. Para criar, para dormir, ler, sentar, pensar bobagem...Gosto e desgosto!
Mas seu eu fosse me modificar, não me transformaria numa mulher normal. Não mesmo! Sei que passo longe das mulheres normais. Ser mulher já é tão difícil...Talvez eu apenas me desarmasse menos...ando sempre munida de ideias, pensamentos nem sempre nobres, bobagens, tom sobre tom...iria querer ser mais sóbria de bons pensamentos...
Ando me reecontrando. Aos poucos. Voltando a ser a Lisi de sempre. A não estressada, a que acredita que tudo sempre dá certo no final, a divertida, a guerreira, a forte super fraca, a doida, a criativa, a mãe da Ísis.
Quando me acomete alguma dor, dor de espírito, me refugio em casa, choro, depois me olho no espelho para ver o rosto gordo inchado e vermelho e começo a rir da minha própria dor. Insignificante!
Tenho sempre sonhos reveladores...Me guio por eles...presto atenção. Minha intuição agora está aguçada. Necessito voltar ao palco com algo que me faça mudar, crescer, revolucionar, transmutar...Anseios...
Pegando o gancho da Clarice lá em cima, se fosse trocar cartas com meus irmãos, acho que não daria um livro, falo pouco com eles, sinto que me jogaram de pára-quedas lá na minha familia. Amo eles, mas prefiro ficar afastada. É meu jeito de amar...de longe...
Seriam cartas, para não rasgar...seriam curtas e grossas, como sou às vezes, ou melhor, quase sempre...
Tenho que exercitar mais meu lado doce e meigo...a voz da porca da arca levantou uma voz meiga que nem eu sabia que eu tinha...talvez esteja aí o lance...agir como uma porca? Não...alô!
Já comecei a escrever merda...hora de ir dormir...adios muchachos...

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A ENCALHADA EM FLORES DA CUNHA

                                                       
Créditos: Márcia Nega

Maria do Amparo não desistiu! Ela volta a atacar, desta vez em Flores da Cunha, na Vinícola Montereale dia 10 de dezembro, sexta-feira agora.

Lá vai ela, toda alisada, esbanjando charme e simpatia, na busca incansável pela metade da laranja, pela tampa da panela, pelo homem ideal, se é que ele existe. Tudo isso regado a muito vinho tinto suave, pois o branco seco, como ela diz, dá dor de cabeça.

"A Encalhada" também foi selecionada e estará participando do Porto Verão Alegre 2011, na Casa de Cultura Mário Quintana, dias 5, 6 e 7 de fevereiro. E dale Maria do Amparo!


sábado, 4 de dezembro de 2010

Final Feliz?Sim, muito feliz!

Quatro de dezembro de 2010. Mais um ano que voou, ou eu que voei, ou o tempo passou tão rápido, mas algo passou e como passou!
Velhos e novos amigos, conquistas adquiridas outras perdidas, risos e lágrimas, dores e amores...Um ano que eu definiria como vitória e ao mesmo tempo extremamente complexo. Detalhe: ele ainda não acabou!
Tanta coisa aconteceu, tanto está acontecendo e tanto ainda pode acontecer...
Nunca acreditei em finais felizes, desde a época dos saudosos contos de fadas. Acreditei sempre no caráter das pessoas, nas metas, nas buscas, nos sonhos possíveis de realizar, assim como nunca acreditei que um dia, ouviria que o Natal Luz pudesse passar por este momento delicado de transição.
O ar está pesado!Há um tensão pois ninguém sabe realmente o que acontecerá em 2011.
Já me posicionei no jornal sobre o que eu penso disso e do afastamento da Familia Peccin. Não serei repetitiva.
Acho uma pena, tantas pessoas envolvidas, tanto conquistado para Gramado...è óbvio que ele não acabará em 2011, talvez outras pessoas o assumam e o façam, mas não será a mesma coisa...
É como quando se quebra um vaso, você vai lá, cola, passa argamaça, pinta para disfarçar o estrago, mas todo mundo vê, mesmo que seja de pertinho,não há como esconder a parte quebrada. E não adianta comprar outro vaso, nunca será igual! Nunca! Cada coisa tem seu devido peso e valor.
Saíndo do Natal e entrando na minha vida diária, muitas coisas também se quebraram, e, diferentemente do Natal, graças a deus que quebrou e se espatifou. Arregacei as mangas e joguei fora tudo aquilo ou aqueles que me faziam mal, e eu jurava que não, ou não enxergava.
Final feliz? Sim, muito feliz! Existem finais felizes para aqueles que sabem o que querem e onde querem chegar...para aqueles que sonham e lutam pelos seus sonhos, para aqueles que são comprometidos com sua arte...Começo 2011 com finais felizes e bem resolvidos, esperando e fazendo novos começos, para ter vários finais felizes...
Quanto ao Natal,agora é momento de calar, pois muito já se disse...Acredito que ele mereça também, um final muito feliz!

sábado, 27 de novembro de 2010

ARCA DE NOEL

Estreou ontem dia 26 às 17h a Arca de Noel dentro da programação do XXV Natal Luz de Gramado. A direção é do Mário Balentti, eu faço a assistência de direção e direção de palco (e um monte de outras funções,voz da porca...). Elenco bacana, alguns mais comprometidos, outros nem tanto, mas o importante é que o "filho nasceu".
Não estava nos meus planos fazer Arca e sinceramente nunca tinha pensado nisso, mas tem sido uma grata experiência trabalhar com o Mário que é um exímio diretor e extremamente paciente (coisa que eu devo aprender a ter). Um colega do bem!
Enfim, seguimos com a programação intensa do Natal.
Mais informações no site: www.natalluzdegramado.com.br
Entra lá e espia fotos e programação geral...Tem muitas atrações acontecendo! Vale a pena conferir!

sábado, 20 de novembro de 2010

Era uma vez...

Era uma vez uma menininha, ela tinha um sonho...e o sonho aconteceu. Mas o sonho cresceu e a menininha não conseguiu crescer junto...a menininha sentou na beira da calçada e começou a chorar...chorou porque não entendia como um sonho que começou pequeninho podia ter crescido tanto e escapado de suas mãos...Enxugando as lágrimas a menininha levantou, pensou em uma forma de pegar o seu sonho de volta, mas aí deu-se conta que não era preciso resgatá-lo, era necessário deixa-lo livre e criar novos sonhos...Então a menininha cresceu, chorava menos agora e projetava sonhos todos os dias...Aproximaram-se dela pessoas que também sonhavam, assim como ela...A fábrica de sonhos cresceu! As pessoas começaram a comprar sonhos, a pedir sonhos, a pagar sonhos...A menininha, agora quase adulta, gostava da ideia e se divertia, vendia os sonhos e isto a deixava imensamente feliz...O tempo passou, e as pessoas que aproximaram-se da menininha e que também tinham sonhos,começaram a sonhar coisas diferentes, e estes sonhos diferentes, começaram a deixar a menininha triste novamente. Mas ela preferiu engolir as lágrimas e continuar, afinal o grande sonho, era sonhar juntos,e parecia, que todos na sua fábrica faziam isso.
Ah,mas ela estava tão enganada!
Cada um na sua fábrica tinha um sonho diferente,muito diferente do dela que cresceu lá no inicio e foi embora. Triste a meninha, decidiu fechar a fábrica e recomeçar tudo de novo. Lá estava ela de volta, na calçada chorando,sozinha...
De repente, numa árvore próxima a menina reconheceu seu sonho antigo, todo enredado na árvore, velho, mas ali, o tempo todo perto dela.Ele nunca tinha ido embora,ela é que não o enxergava mais...Passava todo dia por aquela árvore para ir a fábrica e nunca tinha parado para observar com calma.
E a menininha riu...riu como a muito não ria...subiu na árvore e agarrou seu sonho nos braços...
O sonho inicial estava ali e era preciso agarrá-lo, amá-lo, cuidá-lo, mesmo sozinha...
Feliz a menininha foi correndo para casa, pulando amarelinha, cumprimentando todos por quem passava. As pessoas não entendiam o que uma menina com um monte de "tralhas" nas mãos podia deixar escapar tamanha felicidade.
Aquela noite a meniniha dormiu tranquila,tão tranquila com seu sonho antigo do ladinho da sua cama que novos sonhos começaram a aparecer...E eram tantos...

A menininha? A menininha sou eu, Lisi Berti.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Palavras de sábios amigos...

Coloco aqui algumas importantes mensagens que recebi de aniversário, de grandes amigos, alunos, colegas, mas que me fizeram ter certeza de quem sou e como estou me projetando ao mundo. O que eu quero, onde quero chegar e com quero estar a meu lado. Nascemos e morremos sozinho neste mundo e isso não muda! Desapego!Temos um curto período de tempo por aqui e não estamos a passeio, talvez nem a trabalho, mas damos tanto trabalho tantas vezes...


Amigo Alberto da Colômbia (um irmão para todo o sempre):
Recuerdo ahora que todo es para bien... que la desición es un acto de muerte, que toda crisis es cambio y que el cambio siempre será necesario... el universo nos invita siempre a amarnos a nosotros mismo, tambien nos dice que amemos al proximo como a nosotros mismos... las sepraciones son solo un espacio un poco más amplío, siempre estaremos en el corazón de quienes pasan por nuestras vidas y siempre estarán en nuestras vidas, porque estimo, que tenemos muchas más vidas; todos aquellos seres unos con más luz que otros, pero siempre estarán...

!Pienso que es para bien¡ porque ahora los puedes amar sin apegos, así como tu y yo, sin apegos, pero bien juntitos, sabiendo que estamos bien y llenando de vida este universo que nos corresponde...
Recuerda que aquí en mi corazón y en mi hogar tienes tu hogar, esto es real, aquí, con la dificultades como en todas partes del mundo, tambien hay mucho por hacer, así que sin dudar te espero, algunas veces necesitamos la distancia geográfica para entender otras razones de la vida... recuerda que el silencio es bien recibido, tambien el grito...
Bien sabes que te quiero,
ABRAZOS
P.D : LOS SUEÑOS ESTAN MAS CERCA DE LO QUE IMAGINAMOS.

Querida aluna Regina:

Vaquinha queridíssima! Bah! O que te escrever no teu niver ... estou pensando nisto desde ontem, ainda mais depois de ler o teu blog.
Parabéns muitas felicidades, não dá!!!! Definitivamente não, ainda mais depois do que li.
Sabe que gosto muito de ti, te admiro como pessoa, te acho super talentosa, generosa, sincera - seja sempre sincera comigo, por favor. Vou sentir a tua falta neste final de ano. Contigo eu descobri o gostinho de atuar, me apaixonei .... nunca vou esquecer isto! Vou ser eternamente grata a ti!
Vaquinha, tu é poderosa!!! Nunca deixe de reconhecer isso!!!!
A única coisa que pensei em escrever foi:
" Só uma vontade séria, um esforço persistente
podem conduzir-te à meta. Pois a sorte, essa jamais constitui um mero acaso; a vida, à tua frente, só devolve o que lhe deste - além disso, nada mais" Goethe
Escrevi na capa do meu caderno de teatro.
Desejo-te: força, uma vontade verdadeira para conquistar o que é importante pra sua vida. Sabedoria, que os anos te tragam cada vez mais sabedoria. E luz, que faça tudo brilhar. Você merece!!!!
beijo enorme no coração.

Postei estes dois aqui , porque um está do outro lado do mundo e a outra bem pertinho...
Duas realidades diferentes...Ambigüidade! Somos assim! Metade, difícil estar inteiro, ou por inteiro.
Começo a juntar os pedacinhos que desprendi maldosamente de mim...juntá-los não para colar, mas para jogar fora, reciclar...quero coisas novas...pessoas novas...gente que me acrescente...gente como eu...gente como a gente...Quero palco e plateia...figurino e personagem,texto e intenção.
Mas querer não basta é preciso ir pegar o que é seu, só seu! Mas para pegar é preciso andar, dar os primeiros passos...Já comecei a andar mais rápido, cansei da lentidão do tempo perdido, das palavras mortas na bocas dos que eu tanto admirei...E não amigos, não levei fora, não briguei com ninguém...minha sanidade de dramaturga voltou...retomo o que mais gosto de fazer depois de atuar, escrever, escrever, escrever...
BOA NOITE, MEU AMOR, DURMA UM SONO TRANQUILO, DURMA CALMO, PROTEGIDO, PELO ANJO DO SENHOR...

domingo, 14 de novembro de 2010

Vivemos e morremos a cada dia

Cada dia que passa é como se fosse um teste, somos testados quanto a nossa paciência em conviver com pessoas que não aguentamos mais e temos que manter o controle, somos testados a o quanto realmente queremos correr atrás dos nossos sonhos ou deixá-los passar por entre nossos dedos,somos testados quanto ao nosso caráter, virtudes,se somos frágeis aos nossos medos ou se os enfrentamos de frente...
Vivemos e morremos a cada dia...
Não temos certeza de nada, cada minuto pode ser o minuto pleno de alegria ou um minuto de incerteza onde jogamos fora nossas chances por tolices. Tolices que nos fazem sofrer por horas, meses, anos a fio... sofremos por tão pouco, nos desgastamos com pouco,desacreditamos por pouco, perdemos as vontades por pouco,deixamos de ser o que realmente queremos ser muitas vezes, por tão pouco, ou quase nada!
Completo dia 16 de novembro 34 anos! Aprendi tanto neste último ano, "apanhei" tanto da vida, levei tanto na cara com meu orgulho comedido, me perdi de mim por vários momentos, deixei de lutar pelo que acreditava porque assim seria melhor para os outros e me esqueci, completamente e infantilmente de mim.
Meus anseios, minhas vontades, minha essência...Deixei-me levar. Foi por pouco tempo, mas o suficiente para quase deixar a vida me estranhar e me jogar no destino como um ser humano sem nada, vazio,fútil e inútil.
Fui ao fundo do meu poço quebradiço de lama, quase me afoguei e foram poucos, bem poucos que me estenderam a mão...
Queria de presente um ano de glória, de sabedoria, de discernimento e que eu me encontre no meio das perdas dolorosas que tive...
No amor, pedi, recebi e para ficar ao lado de alguém esqueci dos meus vlaores. Quase me anulei.Mas a sanidade voltou a tempo de remediar e conviver bem com a solidão, tirando o que ela tem de melhor: aprendizado!
No trabalho me distanciei do que mais amo, atuar...Estive perto do palco o ano todo, mas não como eu queria, ou achava que devia. E isso doeu!
Sem válvula de escape, me perdi em conceitos, em preceitos, em frases feitas de amigos desnorteados que de amigos não tinham nada, me deixei levar pela agonia interna, pela confusão de objetivos pela falta de foco onde eu mais devia focar.
Vivi e morri nos meus 33 anos a cada minuto. Mas os 34 estão aqui,batendo em minha porta! Imploram para entrar, como boa anfitriã os recebo de braços abertos.
Mas quero eles bem vividos, bem pensados, bem medidos e comedidos quando necessário.
Quero renovação! Renovar amigos, trabalhos, contratos, amores, sabores, cores e gostos...
Quero viver mais e morrer menos no meu travesseiro neste novo ano de vida.
Plenitude!!
Eu me desejo o melhor! O melhor palco, o melhor trabalho, o melhor curso, a melhor viagem, o melhor beijo na boca, o melhor sexo, a melhor conversa jogada fora, a melhor cerveja, o melhor texto, a melhor ideia.
Eu quero, eu vou e eu já ESTOU!
Começo aqui a minha nova fase, digamos a fase realmente adulta. A mulher, a mãe, a guerreira, a amante, a professora, atriz, a Lisi Berti que poucos conhecem de verdade.
Parabéns! Este é o maior presente que eu mesma, poderia me dar: valorização e amor próprio!
A partir de agora faço um juramento para esta vida: Não me contentarei mais com pouco em nenhum setor da minha vida!
Quero viver mais e morrer menos a cada dia nos meus 34 anos!

sábado, 13 de novembro de 2010

ENCERRAMENTO TURMA DE ALUNOS ADULTOS

Ontem às 21h aconteceu o encerramento da Turma de Teatro Adulto 2010 que este ano montou "O Auto da Compadecida" de Ariano Suassuna sob minha direção.
Depois de muitos ensaios extras, refletores estourando e lâmpadas de natal explodindo (energia densa), tudo saiu da melhor forma possível.
Platéia generosa, alunos empenhados e todos trabalhando juntos.
A turma que se formou este ano foi composta por:

Alessan Coelho - (João Grilo)
Paula Lovatto - (Chicó)
Aline Collet - (Mulher do Padeiro)
Tiago Severo - (padeiro)
Regina Peres - (Padre)
João Pedro Lipert - (Sacristão)
Claudia Pautz - (Bispo)
Isadora Santos - (Frade)
Kalidja Frizzo - (Antonio Morais)
Franciele Schmidt - (cabra)
Mirella Sachet - (Severina de Aracajú)
Leonardo Cooper - (Cabra e Jesus)
Matheus Kohler - (Demonio)
Izabel Régis - (Compadecida)

Agradecimentos especias a : Lennon Ortiz, Sérgio Donini, Jackson (figurinos), Luana Michel , Centro Municipal de Cultura, Subsecretaria da Cultura de Gramado e a todos que de uma forma ou de outra contribuíram para a realização deste evento.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Xará-xaxá na Feira do Livro

Dia 04 de novembro rolou três apresentações do "Xará-xaxá: lendas do povo de cá" em Canela, no Teatro Municipal dentro da programação da Feira do Livro da cidade, uma parceria da prefeitura municipal e do Sesc que nos contratou.
Apresentamos para pequenos, médios e gente grande. Uma luz adequada, figurinos no lugar, elenco afinado...
Tudo funcionou bem, muito bem, diga-se de passagem.
Agradecimentos especiais ao Lenonn (iluminador) que sempre resolve pepinos de última hora e montou até tarde a luz e a Nega (fotografa) que mais uma vez foi nos prestigiar e tirar 25.567.000... fotos...
Nossa estrea oficial (depois de 7 apresentações) será em março, quando tudo estiver mais tranquilo e pudermos finalmente focar apenas no trabalho sem interferências natalinas...

                                                          Seguimos! Merda a todos nós!

sábado, 30 de outubro de 2010

Turma Adulta e o Auto da Compadecida


Parece mentira, mas dia 12 de novembro às 21h, depois de muita discussão, estresse e boas risadas vai sair o encerramento da minha turma de teatro adulto 2010.Eles apresentarão o "Auto da Compadecida" de Ariano Suassuna. São 14 alunos que subirão ao palco para trazer a tona uma crítica bem humorada à Igreja e sua "moralidade". Ariano é maravilhoso!
Bem os ingressos já podem ser adquiridos pelos integrantes da turma:
Antecipado: R$ 10,00
No local: R$ 15,00
Programe-se, dia 12 de novembro às 21h no Teatro Elisabeth Rsenfeld (fundos da Câmara de Vereadores em Gramado).
Apesar de tudo, o espetáculo vai ficar bem bacana. Cenário e figurinos sendo produzidos a todo vapor. Trilha de Alceu Valença, Zé Ramalho, Nação Zumbi entre outros...
Você vai rir e se divertir muito!!!


segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Formatura Escola das Artes 2010

Finalmente depois de uma semana de ensaios exaustivos, aconteceu a formatura dos alunos da Escola das Artes do Natal Luz de Gramado 2010.
Foi um sucesso! Público lotou as arquibancadas, autoridades presentes, convidados emocionados, alunos ensaiados e "afinados" para o encerramento.
A escola formou este ano 250 alunos nas modalidades de: dança, teatro, teatro de bonecos, circo, técnica vocal e escultura.
A escola é um projeto pioneiro do Natal Luz que visa investir nos talentos locais e profissionalizar para o mercado de trabalho e também nos grandes espetáculos do próprio Natal.
Parabéns alunos, professores, equipe diretiva e comissão.
Tudo aconteceu!E aconteceu muito bem!!

OBS: na foto meus alunos de clowns
Créditos de Cleiton Thiele

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Montagens 2010

Segue abaixo algumas das montagens dos meus alunos de 2010:

- Coopec - "Os fofoqueiros"
- Turma Adulta de Gramado - "O Auto da Compadecida" de Ariano Suassuna
- Turma Escola das Artes -clowns - encerramento dia 22 de outubro às 19h30min
- Turma adolescente de segunda - "O Auto do Rei" de Thiago Santiago
- Turma infantil de quarta - três esquetes ( A Revolta das Bruxas, Chá para arranjar marido e "A Familia")
- Turma Várzea - pequenas cenas

Fora o que tinha e cortei...
Mas tudo se encaminha e sempre dá certo no final, já diziam os deuses do teatro...Evoé!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Nasceu "xará-xaxá:lendas do povo de cá"

Dia 07 e 08 de outubro recebemos e demos presente. Sim, fomos o presente de todas as crianças de quinta a oitava série das Escolas Municipais, de Dia da Criança e recebemos o presente de fazer nossa pre-estreia para eles do nosso novo espetáculo infantil "XARÁ-XAXÁ: LENDAS DO POVO DE CÁ".

O Rio Grande do Sul tem uma infinidade de histórias com origem no imaginário popular do povo gaúcho, passadas de geração para geração pela tradição oral.
No espetáculo “Xará-xaxá: lendas do povo de cá” , levados pelo olhar e pelo sentir da diversidade cultural gaúcha, o grupo Artigos escolheu quatro lendas para encenar: A Lenda do Umbu, A Lenda da Erva Mate, A Lenda do Quero-quero e A Lenda do Negrinho do Pastoreio.
Em cena cinco mulheres, representando a força feminina gaúcha, recontam essas lendas recriando personagens fabulosos como a índia Cayari, o barulhento quero-quero, a nobre árvore Umbú e o sofrido negrinho do pastoreio trazendo a cena o mundo mágico dos gaúchos sob um olhar feminino.

Sinopse da peça:

Xará-xaxá, agitação causada por um grupo de pessoas durante alguma brincadeira. E se essa agitação fosse causada por cinco mulheres que gostam de se reunir para contar lendas do imaginário, do povo de cá, do nosso povo gaúcho?

Ficha Técnica:

Roteiro e direção: Lisiane Berti

Elenco: Carla Ferreira, Maria Cristina da Silva, Luana Michel, Paula Lovatto e Carla Reis

Iluminação: Lennon Ortiz

Figurinos, cenário e adereços: Lisiane Berti

Conscientização Vocal: Luis Alves

Agradecimentos especiais: Pasteleiro, Bolicho Gaúcho, Dra. Ivone Renck, Juliano Rizzo, Nega (fotógrafa)






terça-feira, 28 de setembro de 2010

Tempo, tempo, tempo

Coitadinho do blog,tanto tempo desamparado e deixado de lado...
Mas quando dá volto aqui para aquece-lo um pouco.
Palavra-chave do momento: TEMPO, ou melhor, falta dele
Anseios: que o ano acabe logo e que minhas resoluções entrem em prática, mas será que preciso esperar o ano terminar?
Saudades: das festas com amigos, saídas, bebedeiras,beijos na boca...
Falta: de vontade de fazer tarefas acumuladas
Medo: de acabar com o que está acabando comigo e acabar sozinha
Futuro: calmo, bem mais calmo
Descobertas: que o novo é bom enquanto é novo e a saudade do velho volta
Novidade: minha filha faz 9 ANOS sábado agora e meu deus, já se passaram 9 anos!!!
Eventos: estou em vários mas nenhum me faz verdadeiramente feliz
Saudades II - do palco, de atuar e SÒ atuar!!
Tristezas: de saber que em breve inevitavelmente me afastarei novamente de pessoas bem próximas e que isto há um tempo atrás era bem improvável
Vontades: de ir para um lugar desconhecido cheio de natureza (nunca gostei) e respirar por lá até encher bem o pulmão e poder voltar
Sensações: de que estou sumindo a cada dia, e nesse sumir, perdendo minha identidade
O que mais preciso agora: me apaixonar, pela vida, pelos velhos e novos amigos,pelo teatro, por um homem bacana, pelos meus velhos projetos
Matei a saudade do meu abandonado blogzinho...Mas sempre estou perto, só com pouco tempo. Ele sabe que nunca o abandonarei!!!


"Tempo,tempo,tempo...pra minha cabeça! Tempo que passou, tempo que virá..."

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Preparação de Elenco Fantástica Fábrica 2010

Neste sábado começou a preparação de elenco da Fantástica Fábrica de Natal 2010 dentro do Natal Luz que este ano está completando 25 anos de vida...
Muitas novidades, na fábrica metade do elenco é novo, jovens, mais cantores, pois este ano a fábrica será ao vivo.
Meu trabalho este ano será apenas de preparação de elenco. Encontros sempre aos sábado no Carriére geralmente das 14 às 19h. 
O primeiro contato com o elenco foi no último sábado dia 11, manhã e tarde. Apesar da chuva, do frio, do meu quase pneu furado, da correria de pegar minha filha nos ensaios dela e dos meus próprios ensaios, as coisas fluiram, o tempo passou e o trabalho rendeu.
São ao todo 9 encontros,acredito que passem muito rápido. Estamos focados nesta nova "estreia" da fábrica, com muitas mudanças.
Sucesso a todos os envolvidos. Este ano serei plateia, vai ser bacana assistir o espetáculo pela primeira vez...
                                             Novos olhares, novos rumos,novos trabalhos... 

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Xará-xaxá: lendas do povo de cá

Estamos na maratona de ensaios de Xará-xaxá,o novo espetáculo infantil do grupo com Carla Reis, Carla Ferreira, Maria Cristina da Silva, Luana Michel, Paula Lovato e direção minha com Julio Zaicoski que hoje foi no ensaio, teve umas ideias bacanas e resolvi agregar ao processo de criação.
Estreia prevista para setembtro depois do dia 20. Estamos a todo vapor...
Conscientização Musical de Luis Alves
Estou muito feliz com o processo de criação do trabalho, agora mais do que nunca entendi porque minha intuição me dizia para trabalhar só com mulheres em cena...E~stá tão bonito...
Ficará melhor, valeram as brigas compradas, as caras amarradas que vi, fora o que não ouvi.
Mas não estou aqui para agradar ninguém e sim para realizar um trabalho, o que é bem mais sério...

domingo, 29 de agosto de 2010

Adeus Finais de Semana...

A partir do próximo final de semana começa o trabalho de preparação de elenco da Fantástica Fábrica 2010 que eu faço (todos os sábados até novembro) e a preparação pelo terceiro ano consecutivo do Grande Desfile de Natal (sábados e domingos)...
Ou seja,a partir dos próximos finais de semana, só trabalho...não estou reclamando, optei por isso e gosto mesmo de fazer preparação, é sempre um desafio.
Este ano na fábrica o desafio será dissolver algumas caras feias de quem não está no personagem que gostaria, criar um clima bacana entre novos e velhos atores, tenores...e colocar em prática a ideia de roteiros do Rodrigo (diretor artístico).
O desfile, por trabalhar com pessoas da comunidade é sempre mais tranquilo, porque não me preocupo com egos,até porque ali não há. O desafio bacana será os empurradores que este ano ganham personagens e aulas de teatro.
Além de tudo isso são 25 anos de Natal Luz, várias programações e surpresas, num evento que cresceu e hoje é referência no país...Bacana!
Parabéns a equipe e comissão executiva! Eles sempre souberam o que queriam e onde poderiam chegar, digamos, que não perderam tempo...
Este ano estarei realmente apenas nas preparações...Não serei a mamãe noela, nem farei o desfile. Por opção e também porque não me vejo cantando ao vivo na fábrica, não sou cantora e teria que estudar. Mas eu e Carol (a mamãe noela deste ano) nos encontramos por acaso na sala de dança numa aula de teatro, falei pra ela sobre a mamãe e dei o telefone dela pro Rodrigo. Perfeito! Ela fez audição e certamente vai arrasar, tem uma voz linda e é super bacana de trabalhar...Quando fiz preparação de elenco com o Coral Bocallis no espetáculo "Cinema" ela era super disponível, uma pessoa ótima de trabalhar.
Seguimos...sucesso a todos nós, ao Natal Luz, a Escola das Artes, aos profissionais envolvidos...
"Sejamos como o sol que não visa nenhuma recompensa, nenhum elogio, não espera lucros nem fama, simplesmente brilha..."

terça-feira, 24 de agosto de 2010

O que rolou na Colômbia

Uau! Rolou tanta coisa na Colômbia que eu teria assunto para pelo menos um mês por aqui. Mas vou me ater somente a parte profissional da nossa participação no I Festival Iberoamericano de Teatro Infantil ACTI em Bogotá.
Nos apresentamos com "Criança não faz de Conta" nos seguintes lugares:
Teatro Hillos Mágicos dia 18 de agosto às 10h;
Jardim Infantil Párvulos dia 20 às 10h;
Bibliored Virgilio Barco dia 22 às 15h.

Além disso ministrei um "taller" (oficina) de "Jogos com o Metro de Carpinteiro"para colegas de outros grupos e interessados e foi bem bacana, ficou melhor do que imaginava.

No pessoal, digamos que de lá, descobri coisas relacionadas com pessoas de Canela que me magoaram profundamente, mas não me abati, a Colombia foi um grande aprendizado e voltei de lá mas segura, confiante e diferente do Peru, querendo algumas resoluções...

Agradeço por aqui o carinho com que fomos tratados por organizadores, sobretudo por Carlos Andres (nosso produtor de palco querido), Lucero (diretora do Ditirambo onde nos alojamos), Rodrigo (diretor de teatro), ao Alberto (pela indicação e por nos apresentar a maravilhosa Marina) entre tantos outros que fizeram valer a pena nossa estadia por lá...

                              Agora, quero tentar somente ESTAR PRESENTE, ser, simplesmente ser...

domingo, 8 de agosto de 2010

Malas prontas para Bogotá - Colombia

Depois da bem sucedida temporada na Casa de Cultura em Porto Alegre em março e abril com dois espétaculos e da nossa recente ida para Trujillo no Peru, chegou a vez do grupo artigos arrumar as malas e embarcar dia 12 de agosto para a Colombia - Bogotá com nosso espetáculo infantil "Criança Não Faz de Conta".
Fomos indicado pelo nosso querido hermano Alberto que tivemos o prazer de conhecer no Peru do grupo El sol de la Memoria.
Vamos participar do Festival Iberoamericano de Teatro Infantil ACTI onde realizaremos 4 apresentações da peça e um taller (oficina) sobre jogos teatrais com o metro de carpinteiro.
Ficaremos por lá até dia 23 de agosto, vendo espetáculos,apresentando, curtindo a cidade e suas atrações culturais. Que a Colombia assim como o Peru, venha com vários aprendizados,que não seja um divisor de águas, mas uma nova forma de ver as coisas e as pessoas como elas realmente são.
Farei o possível para postar noticias por aqui...

Sexta-feira das Paixões


Quinta-feira rolou mais uma edição do Ciclo de Leituras Dramatizadas com o texto "Sexta-feira das Paixões" de Ivo Bender comdireção de Julio Zaicoski. No elenco eu, Carla Ferreira, Maria Cristina da Silva e Luana Michel nossa convidada especial.
De todos os públicos esta foi certamente a que teve o público mais fraco. Concorremos com final de futebol, chuva, frio e etc...Mas foi uma das leituras mais intensas e de maior concentração por parte de todas nós.
Maquiagem, figurinos trash...história doida...
Agradecimento aos apoiadores de sempre e em especial a Marcia Nega que fotografou o evento.
A próxima será dia 09 de setembro em função da nossa ida à Colombia.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

A Encalhada está de volta!!


Nesta sexta-feira às 20h no Teatro Casa de Pedra, Maria do Amparo tenta no frio da Serra Gaúcha encontrar o seu amor. Ela não desiste!
"A Encalhada" está de volta aquecendo e divertindo os corações gelados de Canela, dentro da Temporada de Inverno.
Não perca!
Ingressos: R$ 10,00
Mais informações: www.grupoartigos.com.br

Ciclo de Leituras Dramatizadas

Acontece amanhã dia 05 de agosto mais uma edição do Ciclo de Leituras Dramatizadas. Desta vez o texto escolhido é "Sexta-feira das Paixões"de Ivo Bender com direção de Julio Zaicoski.
Elenco: Lisiane Berti (Maria Amparo), Maria Cristina da Silva (Urânia), Carla Ferreira (Teresa) e Luana Michel, nossa convidada especial (Amanda).


sexta-feira, 30 de julho de 2010

Curso de Comicidade Física em SP

De 19 a 23 de julho eu e Cris, estivemos em São Paulo no estúdio Luis Louise para fazer o curso de Comicidade Física com Fernando Vieira. Um calor!
O curso em si foi bacana, nada de muito novo, mas um pessoal legal, divertido. Experiência interessante no que diz respeito a clown e commedia de'll art...
Ficam algumas frases:

"Ser visto pelo outros nos oportuniza a criar" (Exercício da caricatura)
" O riso é provocado pela identificação." (Clown)
"O chato se acha engraçado e o engraçado quer ser sério." (Fernando em suas piadinhas clássicas)
"Estou olhando, estou ouvindo" (máscaras da commedia de'll art'e)
"Resgatar a criança..."

No meio do cursou soubemos do tornado que atingiu Canela e nossa cabeça não conseguiu centrar somente no curso. Ficamos preocupados com familiares, amigos, mas graças a deus ninguém se machucou.O susto foi grande vendo imagens nos jornais de rede nacional...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Laboratório Clown com alunos da Escola das Artes

Começo dizendo: não iniciei ninguém. Não estou apta e pronta para isso. Trabalhar, inspirar e levar as pessoas a descobrirem seu clown é algo muito dificil. Mas estou estudando estilos teatrais com os alunos de teatro, nível II da escola, melhor pincelando proque eles são bem jovens, mas como o clown nasce com a gente e morre com a gente, resolvi experimentar algumas coisas.
Uma delas, foi levar o meus pequenos "clowns" para um laboratório na rua, onde eles deviam apenas não chamar atenção observando a reação das pessoas.
Maria Clara,Igor, Julia, Pedro, Giovanna e Mari. (Faltou Pietro, Mateus e Paola)

domingo, 11 de julho de 2010

Fragmentos de Felicidade e Descobertas

No dia 08 de julho realizamos especialmente para a Escola Neusa Mari Pacheco do bairro canelinha, a apresentação da Leitura Dramatizada "Fragmentos de Felicidade e Descobertas" com textos de Clarice Lispector no Teatro Casa de Pedra.
Esta leitura foi encomendada pela escola (Cleide e Márcio - nossos amigos queridos e parceiros) para o Ensino Médio, principalmente os terceiros anos que farão os filmes inspirados na obra dela. Um projeto fantástico da Escola e único na cidade, arriscaria dizer do Estado.
Além da apresentação fizemos um bate-papo com os alunos sobre a obra de Clarice e nosso trabalho.
Iniciativa bacana da escola, que se preocupa em "ler o mundo" para os seus alunos levando cultura e conhecimento de forma lúdica.
Parabéns a todos nós!!!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Encontro com Escritor Kalunga

Em plena Feira do Livro de Gramado, depois de apresentarmos "Criança Não Faz de Conta", tivemos um almoço c autor gaúcho Kalunga (que escreveu o livro infantil Criança não Faz de Conta e inspirou o espetáculo).
Foi muito bacan reve-lo, conversamos, almoçamos juntos e combinamos algumas "ações" que entrarão em prática logo logo se deus quiser e vai querer!!

terça-feira, 6 de julho de 2010

Xará-xaxá: causos do povo de cá

E vem aí o novo trabalho infantil do Grupo Artigos: "Xará-xaxá: causos do povo de cá", uma espetáculo infantil de contação de causos feito por mulheres, valorizando a cultura gaúcha.
Os contos serão: O Negrinho do Pastoreio, A Lenda da Erva-Mate, A Lenda do Umbu e a Lenda do Quero-quero.
No elenco: Carla Ferreira, Maria Cristina da Silva, Luana Michel e Paula Lovatto

"Um conto é um conto.

Um causo é um causo. E ponto. E pronto.

O causo vem de uma tradição oral, é caricatura, é uma

mentira com foros de verdade.

O causo gaúcho abrange as pequenas cidades interioranas,

principalmente da fronteira.
Acredito que sua origem esteja na campanha."



Gosto muito deste vídeo de contadores de histórias do grupo "Encantadores de Historias"

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.