Páginas

domingo, 28 de agosto de 2011

O PONTO DE PARTIDA

Hoje li em um livro que o mundo exterior é a reprodução do nosso mundo interior e que todas as respostas sempre estão dentro de nós...
Pensei: "Merda, é bem isso..."
Este ano sinto que estou sendo arremessada a um ponto de partida, quando acho que as coisas engrenam, lá estou novamente retornando, recomeçando... O que estou fazendo errado? Ou, o que não estou fazendo? O que não estou enxergando? Que padrão estou repetindo?
Novamente estou eu em um ponto de partida para o profissional, outro ponto de partida no familiar, um novo ponto nos relacionamentos...
Eu tenho força de vontade, mas talvez me falte mais determinação em algumas coisas...Após o Circuito de Humor do Sesc com a "Encalhada", que por sinal foi um sucesso, voltei pensando: "E isso! É isso que eu quero para minha vida profissional!" Agora estou focando só nos meus projetos e no meu trabalho. Este é o novo ponto de partida e seguindo o meu coração, espero realmente ter feito a escolha certa.
No relacionamento amoroso, tento esquecer coisas do passado e não ficar retornando, comparando, é um erro. É um nova pessoa, com novos sentimentos, numa situação completamente nova. Estou neste ponto de partida totalmente novo, fora da minha zona de conforto, sentido coisas que há muito tempo não ousava ou me permitia sentir...Finalmente apareceu alguém que vale a pena! Alguém merecedor de todo o meu amor...e é só isso que posso dar neste momento...e talvez seja só isso o necessário. O amor!
Na família, outro doido ponto de partida...parece que voltei a ser adolescente morando com minha mãe. 
Mas o que são pontos de partida? São situações que optamos e nos permitem retroceder e fazer novas escolhas. Eis aí o ponto!
Partir novamente, enfrentar situações desconhecidas,sofrer, rir do desconhecido e chorar deste mesmo desconhecido.Já não tenho mais medo, nem me deixo influenciar por ele. Não é esta a palavra certa.
Sinto uma angústia constante no peito, tem muito ainda o que fazer e aprender. E essa angústia não passa nunca. Meu espírito está me empurrando para todo este novo. Sinto isso!
Tenho jogado tanta coisa para o alto que há algum tempo nem cogitava jogar.Me afastado de uns, me acarinhado com outros...
Toda vez que penso bobagens, paro,respiro, deito alguns minutos e choro...aí começo a rir...penso como sou idiota e de como a vida está aí...pronta, me esperando tomar as rédeas.
Começo meu processo de eliminar desculpas. Chega delas!Agora, mais que nunca, elas não fazem sentido.
Já começo a me deslocar do meu ponto de partida, não sou do tipo que fica parada por muito tempo.
Ainda me boicoto, ainda sou minha pior inimiga,mas estou aprendendo a lidar comigo, tarefa árdua confesso, mas quero ser melhor em todos os sentidos. Ser humano com H de verdade. Íntegro!
Ainda não estou vendo minha linha de chegada, ainda há muito nebulosidade no caminho, mas sei que lá no final vai ter um sol enorme brilhando,porque se tudo que acontece é por merecimento, eu MEREÇO SER FELIZ e farei de tudo neste novo ponto. Estou indo, me deslocando por aí, nos pontos de partida.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.