Páginas

domingo, 25 de dezembro de 2011

O Natal é um estado, não um evento!

25 de dezembro de 2011. Pelos rumores e calendário maia ano que vem o mundo terá acabado...(piadinha!) Aproveito e escrevo este ano, então! Na fé cristã, hoje seria o nascimento do menino, do Salvador, de Jesus! Não sou muito cristã, mas tenho fé! Nesta época do ano somos atrolhados de amigos secreto, festas, comilanças, reuniões e jantares com família. Por vezes até gostamos, outras tantas cumprimos obrigações. Nossas cidades possuem decorações que deixam os turistas enlouquecidos, espetáculos natalinos, trânsito caótico...e por aí vai.
Me pergunto: Natal é um estado ou um evento? Quando falo que não gosto de Natal, as pessoas me olham atravessadas, como se eu estivesse profanando este "espírito natalino". Nem quando criança gostava, morria de medo do Papai Noel e na maioria das vezes nunca ganhei nada do que pedi. Minha família nunca foi tradicional, existia uma tentativa de "unir" a família no Natal, mas sempre lembro de passar essa data com vizinhos, amigos ou simplesmente não comemorar. Natal sempre teve um tom melancólico, eu nunca entendi bem porque...Agora começo a entender...
Não gosto de Natal não pelo que realmente representa, mas como ele tem sido na mídia, na vida real...consumo, reuniões, presentes trocados, abraços dados, quase ritualísticos. Gosto do simples, gosto da quebra do ritual. Acho hipócrita reunir família quando esta, briga o ano todo (aqui falo da minha unicamente). Qual o sentido de trocar presente e abraçar pessoas que não querem isso. É preciso existir uma vontade, um querer de coração e não sinto isso...
Trabalhar no Natal sempre pareceu uma boa saída para mim, até ter uma filha que adora Natal, árvore, enfeites,e todo o hohoho que vocês já sabem. Procurei não quebrar o ritual dela, mas não mudei o meu modo de pensar. Me diverti mais apenas, confesso...
Natal não é um evento, uma data, um ritual, um "reunir", um "presentear", uma "comilança absurda", Natal na verdade é uma data inventada por nós, seres humanos que passou a ser celebrada no mundo, com diferentes tradições. Palavra chave: "tradição"
Me desculpem os cristãos, os tradicionais, os natalinos convictos, os "família unida", os doentes por ceias exuberantes, os malucos por árvores e enfeites, Natal pra mim é um estado de espírito que deveria durar todos os dias...porque presentear só no fim do ano? Por que reunir a família para ceia só no fim do ano? Por que fazer amigo secreto só no fim do ano? Por que enfeitar a casa  e tantas outras coisas só no fim do ano...e pior, por que só refletir e pensar na vida só nesta época?
Tenho sido forçada a fazer isso em todo 2011, então posso dizer que pra mim, pela reflexão, Natal foi todos os dias...me reuni com muitos, recebi sim muitos abraços, nem todos eram verdadeiros, mas recebi. Me afastei de pessoas que nunca pensei ser possível, fui afastada também por outras que diziam me amar, amei, fui amada, na mesma proporção que excluí e fui excluída...Vida real meus caros!
Se eu tinha medo do Papai Noel na infância agora tenho medo da vida real, mas não fujo dela como fazia com o Noel e chorava, encaro, mesmo com dor, com medo, frustrada, desacreditada, eu vou!
Peito aberto! Peito cheio de cicatrizes das batalhas travadas em guerras pessoais, seguindo!
Nessa época em que todos tem frases feitas para postar, frases célebres para falar, religiões para celebrar, amigos "de fé" para se apoiar...eu vou indo! Não me apoio em nada. Pés no chão, mãos livres, olhos mesmo marejados, mas firmes!
Não me entrego ao acaso, não desisto por pouca coisa, não julgo sem ter certeza e quando o faço se possível, revejo e me desculpo. Sou eu, mais velha, mais lúcida, menos "tradicional". 
Que possamos viver cada Natal não como um evento consumista, mas como um estado de espera e de busca, de palavras silenciosas, de procura acabada...que possamos brindar a vida, com a saúde que nos foi dada, com o talento que cada um tem e sabe que tem, com a fé...independente de qual for...
Isso pra mim é o "estado" de Natal...um estado constante de alerta sobre nós mesmos!!!
Então, feliz natal a todos nós, seres em alerta constantes...


VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.