Páginas

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Pessoas e Afinidades...


Pessoas e afinidades...não há como não concordar que nos aproximamos das pessoas pelas afinidades que temos e óbvio, nos separamos delas quando deixamos de nos "afinar"...Primeiramente existe uma aproximação, que pode ser formal ou informal, logo estabelece-se uma relação que vem geralmente com uma certa simpatia pela forma como a pessoa expressa suas ideias, ou pelo simples fato como sorri. Então começam a afinidade dos gostos, sejam eles grotescos ou elegantes. E pronto, estamos em afinidade completa com a pessoa.
Não estou aqui falando da afinidade homem x mulher não, ou de relações amorosas, estou falando das afinidades de caráter, de conduta, de amizades, afinidades que nos levam a fazer escolhas que por vezes nos colocam em conflito com nossos próprios valores. 
Poderíamos trocar afinidade por "energia", sim, as pessoas se aproximam por energias, e aí acontecem as famosas "seleções naturais", quando vemos estamos perto de pessoas que jamais sonharíamos e distantes de outras que colocávamos a "mão no fogo". O tempo passa...a vida segue seu rumo e muitas vezes é implacável conosco. Nem sempre temos escolha, mas sempre podemos retornar! 
Mas e quando descobrimos instantaneamente que não temos afinidade nenhuma com  as pessoas que são colocadas em nossa vida? E temos que conviver um certo tempo com este desafeto? Mesmo que você queira ou tente, a afinidade é restrita ou quase inexistente. É espontâneo, não tem como fingir!
Dizem que nada acontece por acaso não é? Talvez...mas quando nos colocam pessoas que não estão em "sintonia" conosco, devemos pensar: "O que nessa pessoa me incomoda tanto?", "Por quê?", "O que preciso aprender com esta situação?" Exercitar tolerância e paciência é um dom de poucos, mas é válido aqui!.
Se não nos afinamos com a pessoa, de certa forma estamos nos "afinando" enquanto gente, enquanto ser que pensa, que intui, que reage, que busca, que sonha, que ama, que luta, que vive de verdade, e quando nos colocam pessoas que vivem num "embate", podemos assim dizer de valores conosco, não há como "engolir", não há como "disfarçar", não há como "fingir". A ânsia é imediata!
No meio em que estamos, procure pessoas que tenham "afinidades" com você, sejam poucas ou várias, mas que você possa sentir-se a vontade de ser quem você é e como é, sem precisar provar nada a ninguém. Quem se "afina" se aceita e sobretudo respeita o outro!
Eu estou farta de gente que não agrega e só dissimula, só desafina o todo em prol de si. Isso tem me feito muito mal ultimamente!

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.