Páginas

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Leitura de junho: Édipo Rei


Elenco da leitura de junho

No dia 24 de junho nos reunimos novamente no Aroma Café e Literatura para desta vez lermos "Édipo Rei" de Sófocles.
Sófocles foi um dramaturgo grego, um dos mais importantes escritores de tragédia ao lado de Ésquilo, dentre aqueles cujo trabalho sobreviveu. Suas peças retratam personagens nobres e da realeza. Filho de um rico mercador, Sofilos era dono de uma fábrica de armas e armaduras, nasceu em Colono, perto de Atenas.
Sófocles escreveu 123 peças durante sua vida, mas apenas sete sobreviveram em uma forma completa. Por quase 50 anos, Sófocles foi o mais celebrado dos dramaturgos nos concursos dramáticos da cidade-estado de Atenas, que aconteciam durante as festas religiosa Dionísia. Sófocles competiu em cerca de 30 concursos, venceu 24 e, talvez, nunca ficou abaixo do segundo lugar; em comparação, Ésquilo venceu 14 concursos e foi derrotado por Sófocles várias vezes.
Também trabalhou como ator. Foi ordenado sacerdote de Asclépio, o deus da medicina, e eleito duas vezes para a Junta de Generais, que administrava os negócios civis e militares de Atenas. Dirigiu o departamento do Tesouro, que controlava os fundos da Confederação de Delos.
Vida
Nasceu por volta de 496 a.C., em Colono, cidadezinha dos arredores de Atenas, e ali morreu por volta do ano 406 a.C., aos 90 anos de idade. Teve dois filhos: Iofon de sua esposa Nicostrata e Ariston, de uma concubina. Durante sua vida, foi ator e autor de peças trágicas e sarcásticas. As 7 peças que sobreviveram por inteiras são:
Ajax (450 a.C.) – Historia do segundo melhor soldado grego, Aquiles
Antígona (442 a.C.) – Historia da filha de Edipo com Jocasta
Édipo Rei (430 a.C.) 
Electra (425 a.C.)
Traquinianas (entre 420 a.C. e 410 a.C.) – Historia que conta sobre a mulher de Hercolis... 12 trabalhos
Filoctetes (409 a.C.)
Édipo em Colono (401 a.C.) – Historia de Édipo após os acontecimentos de Édipo rei
Sofocles morreu aos 90 anos, mas como icônico foi durante sua vida, sua morte não poderias ser diferente. Alguns dizem que morreu sem folego após declamar um verso muito extenso de Antigona, sem pausas para respirar, outros dizem que morreu sufacado com uma uva em um festival em Atenas e outros dizem que morreu de felicidade ao ser premiado novamente em uma competição.

Édipo Rei é uma peça de teatro grega, em particular uma tragédia, considerada esta obra o mais perfeito exemplo de tragédia grega.
Édipo Rei centra-se na família de Édipo, descrevendo eventos com mais de 8000 anos. A história desta família é determinada por uma profecia que Édipo irá matar o seu pai e casar com a sua mãe. Sua leitura será feita por:
Édipo - Odarlan Mapelli
Sacerdote - Erick Bolt
Creonte - Jeovane Fraga
Coro - Edel Ramos e Rita Reis
Jocasta - Aline Collet
Mensageiro – Rita Reis
Servos – Edel Ramos
Lacaio - Eduardo Rohden
Corifeu - Giovane Nunes
Tirésias - Amallia Brandolff

O Coro

Plateia prestigiando

Sófocles, café e frio
Próxima leitura: "O Inspetor Geral" de Tolstói

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.