Páginas

sábado, 7 de dezembro de 2013

Então você tem medo de amar? Me poupe...


Então você tem medo de amar? É daquelas pessoas que sempre "enche a boca" para dizer que é melhor estar sozinho, que sabe viver melhor sozinho, que não quer compromisso, afinal  comprometer-se dá trabalho e de "trabalho" você está cheio. Isole-se! Mas isole-se logo! Preferencialmente bem longe, ou finja estar bem pelas redes sociais onde todo mundo "sabe e conhece" todo mundo e na verdade não reconhece-se mais como pessoa. Ah, não é bem assim você vai argumentar...afinal, de argumentos e desculpas você entende, há anos usa as mesmas para fugir das relações, das emoções, das complicações...É assim, sim! Você sabe muito bem disso e por isso teme tanto...Medo! Palavra pequena, significado amplo...percebe que sempre temos medo do que nos deixa feliz? Pensa comigo: medo de mudar de escola, medo de um novo emprego, medo de uma grande decisão, e geralmente sair da nossa zona de conforto é mesmo difícil, mas permanecer nela é absolutamente desagradável. 
Chega uma hora, ou melhor uma certa idade em que nos damos conta dos amores perdidos, das oportunidades doadas a outros, dos medos que nos fizerem perder e dos medos que nos fizeram brilhar...Amar...falar disso em tempos modernos chega a ser quase irônico. Por trás da "vida em um click" da internet, das relações fáceis que começam e acabam em uma noite, dos beijos trocados sem gosto por aí, da afogada de mágoas no primeiro drink, amar ainda pode dar certo e pode ser sim a melhor opção para você, ser pensante, ser contemporâneo, ser super decidido, ser amadurecido, ser que filosofa frases feitas, que sempre tem um conselho interessante para os outros, mas nunca age para o próprio bem. Quem é você? O que você quer afinal? Cabeça cheia de ideias ou coração pulsante de emoção? O que te preenche mais? Dinheiro no bolso ou abraço apertado em dia de chuva? Cá para nós, você já está bem crescidinho para esses "joguinhos", não acha que já pode partir de verdade para uma relação. Não importa quanto tempo ela dure, jogue-se, vá em frente, alimente seu coração, sua alma, viva o instante da vida! Uma porta abre outra, coisas boas atraem outras melhores ainda, talvez este não seja o amor da sua vida, talvez não dê certo, talvez...talvez...mas você só vai saber se tentar. Não tenha medo! Saia do casulo, aprenda a acreditar que as pessoas não são iguais, não compare relações passadas com as futuras, desapegue-se para apegar-se quantas vezes achar necessário...ir e vir...SENTIR! Sinta e sinta muito! Sinta amor, sinta raiva, sinta solidão, sinta abrangência, mas sinta...sinta algo, sinta logo, sinta-se cheio!
Não espere mais! Não perca tempo com posicionamentos mesquinhos e egoístas, aposte em você! Primeiro na relação linda de amor de você para você, ame-se e depois vá de encontro ao outro, mas sem nunca perder você de vista, sem nunca deixar de comprometer-se com você, seus valores, seus sonhos...porque se você souber fazer isso, nunca vai estar sozinho, nunca vai estar isolado.
Gente "cheia" e senhora de si nunca está sozinha!

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.