Páginas

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

2012 e daí?

E então chegou o tão esperado 2012! Não escrevi antes porque estava ainda sob influência de 2011 que demorou para partir e me deixou zonza. O ano começou extremamente chuvoso aqui no Sul. Escrevi no face que a "nhaca" de 2011 foi tanta que 2012 chegou tendo que "limpar" a bagunça deixada com muito água. Pela primeira vez começo um ano sem expectativa, sem grandes alterações, definitivamente não é só o ano que muda, sou eu que tenho que mudar! Escrevi também nos últimos dias de 2011:

"Algumas pessoas me perderam, outras nem souberam da minha existência, algumas conviveram um pouco comigo, outras logo partiram. O importante é que mesmo só, eu não me perdi, não apostei em valores que não eram meus, não desejei mal, não fui do mal, só fui. Não fiquei! Decidi, escolhi, sofri! Lutei, perdi, ganhei! O importante de tudo isso? Nunca deixei de ser eu, com toda minha gama de acertos abusados e erros deliciosos. Apenas vivi e não tenho um pingo de medo de você, senhor 2012. Pode vir com sua empáfia, pois depois de 2011, realmente nada mais me surpreeende, nem mesmo o senhor!"

E seguimos...meio desnorteados, com aquele frio na barriga de como será mais este ano. 2012 vem com cheiro de recomeço, resignação, perseverança, padrões quebrados, valores invertidos, medos rondando. Começamos a nos despir dos nossos rancores, começamos a valorizar o que nunca "demos bola", começamos a perceber coisas que nunca sequer ousamos sonhar. Vida louca, loucos vivos, louca vida! 2012 vem com aquela sensação de "Justiça seja feita", de "este vai ser o meu ano". E não, não é demagogia, ou leitura de revistas do zodíaco, eu sinto isso. Não fiz ritual nenhum de fim de ano, não apostei em cores, maquiagens, não pulei ondas (até porque choveu torrencialmente), não tinha uma roupa linda para usar (pois não havia levado nada para frio), o máximo que fiz  foi desejar feliz ano novo a alguns. De todas as minhas viradas, foi a mais tranquila, a mais simples e ao mesmo tempo a mais improvável. Fui para onde não estava planejado, passei com pessoas improváveis e me diverti. 2012 será assim: IMPROVÁVEL! Tudo o que eu achar que não posso, estarei errada, porque POSSO! 2012 vem dar na minha cara e dizer: "Acorda mulher! Acorda enquanto é tempo!". Acordar pra tanta coisa mas com uma imensa vontade de largar tudo e só dormir. 2012! Não tenho medo do desconhecido nem do "karma místico" que este ano traz com toda sua gama de profecia. É só mais um ano, mas pra mim será "o ano". Assim como foi 1994, 1999, 2003...anos especiais pra mim...

Pedi muito uma vida tranquila, um amor tranquilo! Ganhei! Agora preciso aprender a administrar isso. Pedi verdades e elas foram reveladas. Pedi amigos e perdi quase todos pois não eram tão amigos assim, pedi teatro, recebi na hora certa, pedi trabalho ganhei quando mais precisava, pedi mudança, me mudei literalmente. Pedi e ganhei! Agora devo ter mais cuidado com o que pedir, para não me perder em anseios impulsivos. Este vai ser o ano da minha verdade. Do que quero, do que posso, do que vou verdadeiramente lutar. Passei muito tempo preocupada com os outros, dei muito para os outros, e não me sobrou quase nada! Quase nada de mim! Vou agora juntar alguns caquinho e seguir  meu caminho apostando no que acho correto, íntegro e ético. Sou assim!


Sou dona do meu caminho! Sou dona da minha verdade! Sou arquiteta do meu destino! E ninguém vai me impedir de realizar meus sonhos!

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.