Páginas

domingo, 22 de março de 2009

Cada dia aprendo mais...


Aprender a seu EU...

Metade dos seres humanos do planeta já tiveram, ou tem, leram ou lerão, algum livro que fale de autoajuda ou de conhecer a si mesmo...Todo mundo já se perguntou em algum momento quem sou "eu"... Esse pronome pessoal do caso reto, diga-se de passagem, pessoal e intransferível...

Passamos pelo menos uns trinta anos (eu já fiz 32) buscando, querendo conhecer o novo, achando que a felicidade está no outro, mas aí, no limiar da vida, nos deparamos com situações desagradáveis, com "Nãos", perdas, danos e nos damos conta que temos que valorizar quem somos, como somos, um ser capaz, complexo, em intensa evolução, descobrindo-se a cada dia...

Parece demagogia barata, um apelo de venda: "Extra...extra...aprenda a encontrar o EU"

A grande dualidade é que não se busca o EU, ele aparece quando menos se espera, não quando queremos... Ele se manifesta nos momentos mais importantes e decisivos da nossa vida...

Nem sempre pede licença...

Como um terremoto chega sem dar muito tempo, às vezes arrasa e destroi, outras vezes passa raspando...mas sempre passa!

O "Eu" também gosta de fingir estar no outro, nos engana, e quando é tarde, percebemos que ele estava ali, bem dentro de nós, pronto para ser deflorado!!!

Personalidade! Como falta isso nas pessoas hoje em dia! Todo mundo cria padrões de sobrevivência e finge que tudo estava previsto, que corre fluentemente... Enganam a si mesmos, mas as consequências não são sentidas de imediato, fluem lentamente, nos momentos de solidão, de perdas, de fracassos, sim porque nós seres humanos também fracassamos e isso não é vergonha, é admitir unicamente que não somos perfeitos e que podemos tentar de novo...

Cada dia aprendo mais, sobre o meu "EU" convivendo com os "EUS" alheios, nem sempre eles simpatizam, nem sempre se amam, às vezes nem se reconhecem, mas deixo eles passarem, abro as portas da minha vida, eles entram, tomam um cafezinho e partem...mais cedo ou mais tarde mas sempre partem e fica o gostinho de um "EU" a mais que entrou...

Mas há os "EUS" egocentricos, os que acham que vivem somente para si, que criam uma redoma de vidro em volta e tornam-se intocáveis! Acham que escapam de tudo e consideram-se brilhantes!!! Para estes o tempo é eficaz!! Na medida certa... sofrem tanto, degladiam-se sozinho, com seus arranhões e ferimentos, num processo de auto-destruição...

O meu "EU" anda bem obrigado, ainda precisa tirar algumas máscaras de guerra que colocou há anos atrás, ainda precisa parar de achar que resolve tudo, porque na maioria das vezes não resolve é nada!!!O meu "eu" ainda precisa de auto-demolição, destruir alguns esquemas antigos e redefinir senhas.

O meu "EU" é muito mais simples e tranquilo do que aparenta...basta aproximar o seu!!!

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.