Páginas

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Homens de 40 ou de "quarentena"


Sempre acreditei (como a maioria das mulheres) que sair com homens mais velhos, tipo "quarentões" fosse interessante, pela lógica, teriam mais experiência, estariam com a vida profissional organizada e saberiam o que querem, tendo ATITUDE!

Eu estava enganada!! Ou procurei no círculo dos quarentões errados... e olha que tenho experiência no assunto, não só numa cidade...

Eles são dependentes (financeiramente, ideologicamente e afetivamente) seja deles mesmos, da mãe ou "ex" (sim, por que todos tem uma "ex" nesta idade). Fingem ser o que não são...bebem com amigos fingindo uma calma aparente, possuem conceitos prontos sobre diversos assuntos, sim, porque eles são "multiculturais", ótimos de papo...mas no resto...ah, que frustração...

No sexo são lentos, bem lentos, deitam-se e esperam...como múmias...(e nós pensávamos que seriam verdadeiros "predadores")

São incoerentes...dizem uma coisa, fazem outras...como diria meu amigo Julio: "Fumam um antes pra perder a timidez, bebem depois pra refletir sobre o fracasso na cama e tomam engove no outro dia pra continuarem vivendo..."

Não leitores...não tive uma paixão por algum quarentão que me esnobou, já saí com muitos, mas estou escrevendo por que quero por isso em cena...sim, num pequeno esquete, intitulado:

" O BUNDÃO DE 40"

E se tudo correr bem, será encenado em breve por Julio Zaicoski...

AGUARDEM!!!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

"Manhã de Carnaval" Gostei disso!


Hoje eu olhei uns vídeos da Maysa ( a verdadeira), que voz, que talento que agora foi reconhecido por muitos... se eu fosse escrever música seria tão triste e melancólica quanto ela, talvez com uma pitada de Renato Russo e a irreverência de Rita Lee...

Quero escrever...uma peça nova...que fale ao coração de todos, de qualquer idade, de qualquer classe social, de qualquer religião...que eu me surpreenda comigo mesma e diga : "Nossa, não imaginei que fosse capaz!"

Não pode ser comédia, tenho escrito várias...não quero falar de solidão...todo mundo fala e todo mundo sente e finge que não sente...

Não quero ir pro caminho político, ainda não!

Preciso matar essa fome do âmago da minha alma de escritora...depois vem as fomes de atriz... como diretora não espero nada e nem busco nada, o que vier será consequência (agora sem trema)

Me veio um nome: "Manhã de Carnaval", sim, tem uma música da Maysa com este nome,não a ouvi ainda, mas este nome me despertou algo, mexeu lá no fundo da minha "caixa preta"...

Não sei bem como,mas vou começar a escrever, esboçar, experimentar...

Talvez não saia nada, mas não custa reservar um tempo a ela...começarei amanhã em POA...irei pra lá e num intervalo começarei a rascunhar...

Sempre que me irrito escrevo, hoje me irritei e pensei em três sentimentos: ciúme...inveja e raiva...to indecisa sobre qual deles senti (aposto que foram os três)

Talvez fale deles também...está aí, ciúme... inveja...raiva...combinação perfeita que qualquer ser humano, sente ou já sentiu... há os que juram que jamais ...seriam desprezíveis! (Hipocrisia!)

Como ser humano que sou, e escorpiana, sinto sempre...

Voltamos a peça, não quero falar de mim agora...quero falar sobre "Manhã de Carnaval"

O que acontece numa manhã de carnaval:

* Ressaca;

* Dor de cabeça;

* Lembranças vagas da noite passada;

* As fantasias são tiradas ou guardadas para novamente serem usadas (gostei disso!!)

* O dia é diferente...as pessoas ficam diferentes...há uma alegria irritante no ar... (também gostei disso)

* Todos se "soltam"...caem na folia...fingem ser o que não são... testam suas "fantasias" mais profundas, saem da "casca"...

O Carnaval é uma das festas mais antigas que existe...

Ciúmes...raiva e inveja também entram no rol da antiguidade...

Sinto cheiro de peça nova no ar

Me aguardem!


VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.