Páginas

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

O Ator e Sua Verdade - Depoimentos


Antes de divulgar a oficina, vou colocar alguns depoimentos de pessoas que fizeram este intensivo em janeiro de 2012:

" Nenhum personagem é tão desafiador quanto a nossa verdade em cena." (Renata Brito - 17 anos)

"O Ator tem que estar sempre em busca da verdade, pois só ela pode tocar e emocionar a todos. Eu quero ser livre e buscar tudo que acredito." (Sabrina Tesoto - 30 anos - produtora cultural)

"De nada vale a verdade quando usada com máscaras, só revelamos os verdadeiros sentimentos quando a verdade é exposta." (Tiago Severo - 19 anos - ator)

" Aprendi que não devemos usar nosso personagem como fuga, ou como esconderijo; expor nossa verdade pode ser libertador." (João Pedro Ludwig - 15 anos - estudante)

" Aprendi  tecnicamente a possibilidade de lidar com experiências pessoais com as da personagem, e particularmente a certeza de que somos fortes, ainda existem pessoas que dividem pensamentos positivos com os nossos e todos passamos por muitas fases. Revelei minha timidez e minha sensibilidade em cena." (Charle Oliveira - 24 anos - ator)

"A emoção que estava entorpecida no meu interior veio à tona." (Paulo Lefa - 67 anos - aposentado)

" Eu consegui descobrir aquele botão que quando ligamos nos emocionamos e aprendemos a levar essa verdade da emoção à qualquer personagem." (Paula Lovatto - 21 anos - atriz e professora)

"Expor através da arte a minha cicatriz e mostrar que quando existe verdade o "menos é mais", conseguimos emocionar a todos. Esse foi meu maior aprendizado." (Matheus Kohler - 21 anos - vendedor)

Agora sim, informações sobre a oficina:

INTENSIVO DE VERÃO 2013

“O Ator e a sua Verdade”
(De 07 à 11 de janeiro de 2013. Segunda à Sexta das 13h30min às 17h30min)

Uma intensiva vivência de 20 horas, trabalhando sobre si mesmo, onde o ator distancia-se do “representar” para aproximar-se do “apresentar”. O programa aborda provocações para transformar a verdade do ator em concepção cênica. Intensidade entre lugar e conflito. Anseios e Desejos. Dramaturgia da minha verdade, condição do aqui e agora do corpo cênico numa perspectiva de unidade entre arte e vida.
O processo tem como objetivo potencializar a presença do ator e sua dramaturgia cênica, partindo da sua própria verdade, emocional e física, exercendo uma boa visão das ferramentas e decisões a tomar. Permitir-se desequilibrar é altamente criativo para o ato de criação. É nesses momentos de crise que a inteligência inata e a imaginação intuitiva entram em campo. O desequilíbrio é mais frutífero que a estabilidade. Convido a todos a saírem de sua “zona de conforto” e descobrir afinal, qual é a sua verdade agora?
LISIANE BERTI – é atriz, diretora, dramaturga e professora de teatro. Possui o Curso Seqüencial de Formação do Ator pela UCS e recentemente graduada em Artes Visuais pela UFRGS. Ministra oficinas para crianças, jovens, adultos e terceira idade em Canela e Gramado. Fundadora do Grupo Teatral Artigos de 1994 a 2011. Recebeu importantes prêmios a nível estadual e nacional. Ministrou workshops de teatro na Colômbia e Peru. Atualmente ministra cursos de “Expressão Teatral e Desinibição” na UCS – Núcleo de Canela. Desde 2011 iniciou a pesquisa de trabalho pessoal “O Ator e Sua Verdade” instigando a criação a partir da verdade do ator, seus medos e anseios, desvencilhando-se de seus obstáculos, apostando na intuição e na verdade cênica, transformando em energia criativa, sabendo como usá-la.

MATRÍCULAS E INFORMAÇÕES:

1)      Enviar carta de intenção para o email lisiberti@gmail.com
2)      Participantes: atores, bailarinos, performers, estudantes e simpatizantes desta área;
3)      Local: Teatro Casa de Pedra / Canela
4)      Valor: R$ 150,00 por pessoa (em até duas vezes)
5)      Mais informações: (54) 9679.0422 com Lisi Berti

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Pessoas e Afinidades...


Pessoas e afinidades...não há como não concordar que nos aproximamos das pessoas pelas afinidades que temos e óbvio, nos separamos delas quando deixamos de nos "afinar"...Primeiramente existe uma aproximação, que pode ser formal ou informal, logo estabelece-se uma relação que vem geralmente com uma certa simpatia pela forma como a pessoa expressa suas ideias, ou pelo simples fato como sorri. Então começam a afinidade dos gostos, sejam eles grotescos ou elegantes. E pronto, estamos em afinidade completa com a pessoa.
Não estou aqui falando da afinidade homem x mulher não, ou de relações amorosas, estou falando das afinidades de caráter, de conduta, de amizades, afinidades que nos levam a fazer escolhas que por vezes nos colocam em conflito com nossos próprios valores. 
Poderíamos trocar afinidade por "energia", sim, as pessoas se aproximam por energias, e aí acontecem as famosas "seleções naturais", quando vemos estamos perto de pessoas que jamais sonharíamos e distantes de outras que colocávamos a "mão no fogo". O tempo passa...a vida segue seu rumo e muitas vezes é implacável conosco. Nem sempre temos escolha, mas sempre podemos retornar! 
Mas e quando descobrimos instantaneamente que não temos afinidade nenhuma com  as pessoas que são colocadas em nossa vida? E temos que conviver um certo tempo com este desafeto? Mesmo que você queira ou tente, a afinidade é restrita ou quase inexistente. É espontâneo, não tem como fingir!
Dizem que nada acontece por acaso não é? Talvez...mas quando nos colocam pessoas que não estão em "sintonia" conosco, devemos pensar: "O que nessa pessoa me incomoda tanto?", "Por quê?", "O que preciso aprender com esta situação?" Exercitar tolerância e paciência é um dom de poucos, mas é válido aqui!.
Se não nos afinamos com a pessoa, de certa forma estamos nos "afinando" enquanto gente, enquanto ser que pensa, que intui, que reage, que busca, que sonha, que ama, que luta, que vive de verdade, e quando nos colocam pessoas que vivem num "embate", podemos assim dizer de valores conosco, não há como "engolir", não há como "disfarçar", não há como "fingir". A ânsia é imediata!
No meio em que estamos, procure pessoas que tenham "afinidades" com você, sejam poucas ou várias, mas que você possa sentir-se a vontade de ser quem você é e como é, sem precisar provar nada a ninguém. Quem se "afina" se aceita e sobretudo respeita o outro!
Eu estou farta de gente que não agrega e só dissimula, só desafina o todo em prol de si. Isso tem me feito muito mal ultimamente!

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

36 primaveras e muita história para contar

Hoje, 16 de novembro de 2012, completo 36 anos. Olho para trás e é impossível não fazer um parâmetro do que fiz no ano passado e tudo que aconteceu. Este ano, foi sem dúvida o ano que mais aprendi na minha vida, tive que fazer escolhas difíceis, tive que abrir mão de orgulho e aceitar tantas coisas que não gostaria. Cresci, aprendi, amei, vivi, chorei muito, mas no fim resisti a todas as adversidades e hoje agradeço!


Hoje me olho no espelho sabendo quem sou, para onde vou, e sem pisar em ninguém, ser querer ser melhor, sem ego, sem energia "ruim" como já me disseram uma vez. Eu! Do meu lado estão as pessoas que deveriam estar, as que me apoiam, que me amam de verdade e sim, são poucas, mas são reais e verdadeiras.
Algumas "avalanches", mesmo que a gente queira, não consegue escapar. Elas sempre vem! Eu agradeço as minhas! Cada um foi importante para entender quem sou. Cada uma me impulsionou um pouco mais e exercitar paciência, compaixão, perseverança. Nunca desisti de mim! Duvidei sim, muitas vezes, mas nunca desisti!
Ainda não alcancei todos os objetivos da minha vida, mas existem vários caminhos para se chegar até eles e eu continuo andando...não gosto de ficar parada, não cruzo os braços esperando que as coisas aconteçam. Eu vou, crio, busco, acerto, erro, rabisco, recomeço, mas vou, sempre vou...
Gratidão! Agradeço onde estou hoje, quem sou hoje, o trabalho que tenho hoje, as pessoas que estão próximas hoje, a família que tenho hoje...
Assumo meus erros do passado, aprendi muito com eles e vou seguindo.
É, vou seguindo! Pelos palcos da vida, afinal o teatro sempre esteve comigo, meu fiel amigo de todos os tempos e foi nele que encontrei inspiração para viver como sou. Exatamente assim!
Feliz Aniversário então! Que venham muitos, que eu possa aprender com a idade e com as experiências...



segunda-feira, 12 de novembro de 2012

E começaram as apresentações de Korvatunturi


Dia 9 de novembro estreiamos "Korvatunturi - A Origem do Natal" e até 6 de janeiro faremos 100 apresentações. O que parecia quase impossível pelo pouco tempo tornou-se um dos melhores espaços e espetáculos dos últimos tempos em Gramado. 
Não estamos falando de ludicidade apenas, estamos falando de amor, de intuição, de valores que o povo de Korvatunturi ensina.




Mais informações no site: www.korvatunturi.com.br


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Um Pouquinho de Korvatunturi

Estamos a mil com os ensaios do mais novo espetáculo de Natal em Gramado: "Korvatunturi - a origem do Natal".
Os ensaios começaram em setembro, participo como atriz e fui ensaiadora dos atores enquanto o diretor artístico Rodrigo Cadorin estava fora. Ah, também ajudei em algumas maquiagens que foram para site e nas fotos abaixo.
No elenco tem pessoas de Canela, Gramado, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo, Rússia, França, que vieram agregar o seu melhor a este novo espetáculo.
O que Korvatunturi tem de diferente? O que podemos esperar dos mesmos criadores da Fantástica Fábrica, do Nativitaten  e do Grande Desfile de Natal? Bem começando pelo roteiro. 
Korvatunturi é o nome de uma montanha localizada na Lapônia. Há uma lenda local que diz que nos pés desta montanha há um mundo mágico e místico jamais visto por nenhum humano, e que ali vive Papai Noel. A lenda diz ainda que a montanha de Korvatunturi com seu formato que lembra uma orelha é capaz de escutar os desejos das pessoas de todo o mundo. É esta lenda que inspirou a criação deste novo show, concebido pelos mesmos criadores dos grandes espetáculos do Natal Luz de Gramado.

Como começou o Natal? Como surgiu o Papai Noel? De onde vem o Espírito de Natal? O mais novo show da temporada de Natal em Gramado desvenda os mistérios da origem do Natal e do mundo místico de Korvatunturi. O espetáculo nasce de uma explosiva fusão de teatro, dança, técnicas circenses e cenários virtuais capaz de encantar um público de todas as idades.
Teremos a estreia dia 9 de novembro, depois são 100 apresentações (isso mesmo, 100!) até dia 06 de janeiro. Muito trabalho no fim do ano!
Estou muito feliz em fazer parte deste elenco, estamos falando de valores, de emoção de verdade e do que é afinal, o natal?


Mais informações no site: www.korvatunturi.com.br
Agende-se!
Imperdível!


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Fechando portas, virando páginas

Turma Nível I de Gramado "Estilos Teatrais"

Segunda e terça desta semana encerrei duas turmas queridas de teatro. Uma de Gramado e outra de Canela. Fechamos portas e viramos juntos mais uma página de aprendizado teatral. E nunca há como parar de aprender, nunca é tarde para recomeçar.

Turma Nível II de Canela "Grandes Autores Teatrais"

O teatro nos transforma, nos instiga, nos impulsiona, nos "reverbera". Parabéns as turmas que muito me fizeram aprender e a questionar em 2012. Seguimos pelos palcos da vida nos reinventando!!

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Encerramento das minhas turmas de Teatro

Olá amigos! Agora em outubro estou fazendo dois encerramentos das turmas de teatro Nível I  e Nível II.
Ambas acontecerão no Teatro Casa de Pedra em Canela.
A turma de teatro nível I de Gramado estudou os "Estilos Teatrais" e a peça de encerramento escolhida será "BIG BUFO BRASIL" uma sátira bufonesca a um dos programas mais polêmicos dos últimos tempos. Texto e direção meus. No elenco: Pietro Rutzen (Pródi), Mila Graziola (Caolha), Silvia Figueiredo (Nininha), Raquel Coelho (Mona), Bernardo Lessing (Pitoco), Bárbara Lessing (Claudete) com participação especial de Regina Peres (Jorzilda):

Dia 22 de outubro às 20h. Ingressos R$ 5,00


Já  a turma de Teatro Nível II - "Grandes Autores Teatrais" escolheu Lorca para encenar no seu encerramento. "Los Romanceros Um Ritual a Lorca" é inspirado em três das grandes obras do dramaturgo: Bodas de Sangue, Rosita, a solteira e Yerma. Personagens verdadeiros, mas terrivelmente trágicos, simbólicos e reais, dialogam livremente com a poesia irrompendo no palco desenfreadamente com o acirramento das paixões humanas. Todos estes dramas humanos cheios de tempestades de coração contados por um grupo de ciganos.
No elenco: Cleiton Brandão, Marcelo Wasem, Lígia Fagundes, Rita Reis, Charle Oliveira, Maria Lina Rocha, Karolina Kanzler, Renata Brito e Rogério Lima.
Dia 23 de outubro às 20h no Teatro Casa de Pedra. Ingressos R$ 5,00.


Todos estes alunos participaram da II Maratona de Monólogos em julho.
Prestigie! Garanta seu ingresso pois as apresentações serão únicas!!

domingo, 7 de outubro de 2012

Sobre a estreia de "Esperando Noel"

Rita Reis, Marcelo Wasem e Cleiton Brandão


Dia 05 de outubro aconteceu a estreia de "Esperando Noel", o mais novo espetáculo infantil que escrevi o roteiro ( com argumento de Matheus Kohler) e dirijo. O convite veio da Cia Teatro do Avesso, mais precisamente do Cleiton que queria muito montar um trabalho infantil. Acabei conhecendo a Rita e voltando a dar aulas para o Marcelo (que foi meu aluno no século passado), o resultado veio rápido, em um mês montamos "Esperando Noel", um projeto antigo, que havia engavetado.
Casa lotada. Plateia "fungando" emocionada e sessão extra no sábado pois o ingressos se esgotaram!
Espetáculo, simples, emocionante, sincero em seu argumento, verdadeiro em sua pesquisa.
Tivemos a honra de receber as crianças da Casa Lar, que para nós era uma responsabilidade imensa, em função da abordagem do tema. Mais uma vez a arte confirmou seu importante papel! Transmutar...
Quem quiser saber mais sobre o trabalho pode acessar o blog: www.esperandonoel.com
Longa vida a esse trabalho emocionante que encantou as pessoas no fim de semana!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

RODADA DE MONÓLOGOS NESTE SÁBADO

Neste sábado acontece a Rodada de Monólogos no Teatro Casa de Pedra em Canela às 20h. 

   A Rodada de Monólogos é um trabalho independente e idealizado pelos atores Matheus Kohler, Charle Oliveira e Paula Lovatto. O objetivo do evento é promover e movimentar a cultura teatral na região, aproximando público e arte, além de demonstrar a importância e seriedade dos profissionais das artes cênicas.
   Dentro desta primeira rodada apresentamos seis monólogos, sendo cinco deles premiados pelo júri na II Maratona de Monólogos que aconteceu nas cidades de Canela e Gramado em julho deste ano.
   Estamos oferecendo a plateia uma mistura de estilos e gêneros teatrais para todos os gostos: os dramas de diferentes nuances nos monólogos O Monólogo de Um Velório (atriz Bárbara Lessing), 12 Dias em Sodoma (ator Charle Oliveira), O Menino da Caixinha de Fósforos (ator Matheus Kohler), a comédia adolescente Amor e Outras Comilanças (atriz Mila Graziola), o stand-up Decadência (ator Pedro Bertoldi) e a comédia ao estilo teatro do absurdo Ida ao Teatro (atriz Karol Kunzler).
    O espetáculo acontece no dia 15 de setembro, sábado às 20h no Teatro Casa de Pedra em Canela, os ingressos podem ser adquiridos com os próprios atores no valor de R$7,00 ou pelos telefones (54)9661.9206, (54)99855451 ou (54)99227385.

sábado, 25 de agosto de 2012

Amor...amor...


Então, alguém sabe afinal o que é o amor? Poetas falam sobre ele há séculos, pessoas passam a vida o procurando e lamentam quando não conseguem. Segundo o site da Wikipédia 
 "A palavra amor (do latim amor) presta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, apetite, paixão, querer bem, satisfação, conquista, desejo, libido, etc. O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e enviar os estímulos sensoriais e psicológicos necessários para a sua manutenção e motivação. É tido por muitos como a maior de todas as conquistas do ser."

Interessante definição! Oscar Wilde, um grande dramaturgo, diz que "Não é o perfeito, mas o imperfeito, que precisa de amor" ou ainda, "O segredo do amor é maior do que o segredo da morte."
Ah sim...há segredos no amor, isso há! Há indefinições nas próprias tentativas de definições afinal, as pessoas não são iguais, e o que é amor para um, pode não ser para outro. O amor que deu certo para alguns com suas fórmulas (se é que existem fórmulas) pode não ser tão eficaz para outro casal...
Maria Rita, cantora brasileira maravilhosa, filha de Elis Regina, em música diz que :


"Se perguntar o que é o amor pra mim 
Não sei responder
Não sei explicar
Mas sei que o amor nasceu dentro de mim
Me fez renascer
Me fez despertar
Me disseram uma vez
Que o danado do amor
Pode ser fatal
Dor sem ter remédio pra curar
Me disseram também
Que o amor faz bem
E que vence o mal
E até hoje ninguém conseguiu definir
O que é o amor

Quando a gente ama, brilha mais que o sol
É muita luz
É emoção
O amor
Quando a gente ama, é um clarão do luar
Que vem abençoar
O nosso amor"
E para mim? O que significa amor pra mim? Bom, hoje eu penso bem diferente em relação ao amor. Na adolescência eu confundia paixões avassaladoras com amor, não era. Acabei descobrindo das piores formas. Então achei que o pai da minha filha seria meu amor, ate foi um tempo, mas era uma amor diferente e acabou de uma forma tão ruim, amarga, e penso hoje, será que era amor mesmo? Aí passei anos procurando o amor em pessoas e lugares errados e nem sei se era amor o que buscava ou apenas companhia. Então, sem saber, de mansinho, ele apareceu de novo em minha vida, e desta vez, completamente diferente, calmo, respeitoso, carinhoso, forte, intenso...e eu não entendi essa mudança. Fiz a burrada de compará-lo com amores passados e agir da mesma forma, e isso não foi bom! Amor é único, sem fórmula ou acabamento. Ele não vem pronto, se constrói a dois. Troca! De ideias, de sensações, de sentimentos, e claro, entrega! Você precisa correr o risco! E esse é um risco só seu, não pode jogar a culpa no outro, porque ele, ele também se arrisca. Abrir nossa caixa de memórias e mostrá-la ao outro, com todos os nosso defeitos e virtudes é difícil, quase doloroso. Nos expor e expor quem verdadeiramente somos, é algo muito complicado. Mas o outro quando nos ama de verdade, nos recebe de braços abertos, nos emociona com bobagens, nos entende sem que precisemos falar, nos ouve quando mentimos que não precisamos ser ouvidos, nos dá carinho, quando fingimos que não precisamos...amor eu acho que é isso... Não ter medo de "estar", apenas "ser" e sentir, tudo o que vem com ele. Não enganem-se que com o amor só vem coisas boas, não! Ele não é perfeito! Ele também traz suas "nhacas" e não tem como não trazer, afinal somos apenas seres humanos e na ânsia de acertar, vivemos errando. Ainda há muito o que aprender com ele e sobre ele. O importante é nunca barrar o amor, deixe ele entrar na sua vida, o receba bem, trate com carinho, pelo tempo que tiver de ser...pois ele também tem prazo de validade, ele também se esgota, ele também cansa, ele também sofre, ele também chora, fica triste, desiludido, amor não é estranho, brota de nós mesmos, de dentro sabe, e como tal, precisa sair, precisa ser compartilhado. Não da para amar sozinho! Mas também meus amigos, não dá mesmo para viver sem ele, principalmente depois que você conheceu seu "gostinho".
Seguimos amando então?






sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Xará-xaxá no Rio de Janeiro



Rio de Janeiro...estamos chegando!!!!Mais informações em breve sobre a ida do espetáculo de cultura gaúcha "Xará-xaxá: Lendas do Povo de Cá" a cidade maravilhosa...

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Amanhã tem audição para Xará-xaxá


Amanhã a partir das 18h no Teatro Casa de Pedra acontece a audição para o espetáculo de cultura gaúcha "Xará-xaxá: Lendas do Povo de Cá" para substituir a atriz Luana Michel no ano de 2013.
A audição vai funcionar da seguinte maneira:
- Análise de currículos e entrevista com diretora;
- Coreografia com a coreógrafa da peça Maria Lina Rocha;
- Cena com uma poesia escolhida do início da peça.
O resultado será publicado no blog da peça na sexta-feira.
Temos 6 inscritas para a vaga! Boa sorte a todas e que venha quem tiver de vir...
Mais informações: www.xara-xaxa.blogspot.com

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Ponto Morto

 

E então você "desengata" as marchas, já não pode dar ré, só resta andar em ponto morto, até saber onde tudo isso vai parar. Não é que esteja entregando os pontos, mas deixando de querer ter o controle de tudo...
Você se arrisca, claro, mas não peca por medo da entrega. Nessa "levada" observa os vidros da vida e vê quem passou por ela, quem você tirou da sua vida e nem sequer deu uma segunda chance, quem você insiste em afastar, no banco do  carona , não há ninguém sentado. Mais uma vez você encontra-se só! Não, não é triste, a escolha foi sua lembra? No porta-malas há apenas uma mala, com poucas coisas, afinal você viveu se desafazendo de tudo, só ficaram lembranças e estas, nem sempre são boas!
No rádio nada sintoniza. Talvez você esteja fora de sintonia, sem transmissão alguma. Um nada!
Quando aprendemos a dirigir passamos por inúmeros testes, desde teóricos até práticos, e finalmente tiramos nossa "habilitação" como condutores...Nunca falam em ponto morto, pelo contrário, dizem que não é bom deixar o carro assim em descidas, pode até ser perigoso...Não nos explicam muitas coisas e a gente vai "guiando" pela cidade com medo. Medo de estacionar, de bater, de dar ré, medo de dirigir por si! Quando estamos em "ponto morto" só precisamos manejar a direção, não é preciso trocar marchas, basta "seguir o embalo"...mas uma hora ele para! Sempre pára!
Na rota da vida, ninguém nos ensinou a lidar com a gente, com os sentimentos frustrados, com a sensação de medo, solidão, perdas, danos, amores...Não nos passaram esta lição. Nos deram a chave do carro e disseram: "Dirija"! Siga! Ande! Cuidado com as imprudências! E como é difícil dirigir sozinho, ou ter deixado os companheiros de viagem na parada anterior. Algumas viagens são só suas de mais ninguém, afinal você não pode colocar outras vidas em risco quando se está em "ponto morto".
Você tem várias possibilidades, afinal a chave ainda está com você, mas você também pode sair deste ponto, abandonar tudo e seguir a pé, de um novo ponto.Você pediu amor, recebeu! Pediu trabalho, recebeu! Recebeu coisas que não pediu, talvez não aqui, mas teve de aceitar. Ouvi que a "felicidade não é deste mundo". Sim, estamos de passagem na rodovia na vida, mas será mesmo que nos colocariam com a chave nas mãos se não fosse para ser feliz? Talvez não exista felicidade plena, completa, mas poxa vida, eu já fui feliz várias vezes e tanto...Só me perdi no caminho agora, peguei atalhos, dirigi em alta velocidade onde não precisava estacionei em lugares errados e permaneci errando por tanto tempo...Atropelei pessoas que não cumpriram minhas exigências (e quem penso que sou para exigir algo). Fui atropelada, arranhada, batida, riscada diversas vezes por pessoas que achei, eram perfeitas! A minha estrada está um pouco deserta, cheia de solidão e pó...mas ainda não parei de dirijir. Se peguei a estrada errada, posso tentar mudar de direção, ainda dá tempo, afinal o ponto morto tem movimento. E as marchas, bem elas esperam insistentes para serem trocadas. TUDO DEPENDE DE MIM!



segunda-feira, 23 de julho de 2012

Audição Xará-xaxá


Estou realizando uma audição para atrizes ou bailarinas para integrar o elenco da peça de cultura gaúcha "Xará-xaxá: Lendas do Povo de Cá" em 2013, peça que dirijo.
As etapas são as seguintes:
1) Envio de currículos das interessadas para lisiberti@gmail.com (julho e agosto)
2) Entrevista (com diretora) e teste (cena) para elenco em agosto, data a confirmar.
Mais informações: www.xara-xaxa.blogspot.com

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Quanta coisa...quanta gente...

Praticamente, um mês depois do que postei aqui, aconteceram diversos encerramentos, apresentações vou colocá-los a par de tudo:

1) Encerramento do "Curso de Expressão Teatral e Desinibição" da UCS/ Canela, curso que ministrei nos meses de abril, maio, junho e julho. Acabamos montando "A História do Teatro" um apanhado geral da história das artes cênicas, com 16 alunos. O encerramento no dia 5 de julho mesmo com um mega temporal, e quedas de luz, aconteceu e foi bem divertido.


2) Em julho comecei a dar aula na Academia de Arte Cultura, projeto social da D'arte Espaço Multicultural que oferece cursos de arte gratuitamente a quem não pode pagar. Tenh0 22 "anjos" na turma de teatro:

3) Também organizei e promovi a II Maratona de Monólogos de Canela e Gramado que deu o que falar de forma positiva integrando alunos de teatro de Canela e Gramado, com plateia lotadas, debates produtivos e muita divulgação. Agitamos o inverno culturalmente na Serra, valorizando os talentos locais!

4) E além de tudo isso sobrou tempo para 10 apresentações (3 finais de semana seguidos) de "Xará-xaxá :Lendas do Povo de Cá" espetáculo de cultura gaúcha que dirijo. Ufa! Quanta coisa...e foi só julho...


E ainda falta 5 meses pela frente! Que venha o resto de 2012!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

O que eu ando fazendo...

Ultimamente tenho passado menos por aqui, uma correria só com organização da maratona de monólogos, trabalhos e claro, aulas e mais aulas...o que ando fazendo?
Aula com terceira idade, aula nível II, aula nível I, aula no Projeto Academia de Arte e Cultura (Projeto Social), Curso de Desinibição na UCS/Canela, ensaios do xará-xaxá, trabalhos da faculdade...mas eu gosto. Gosto muito do que faço, então não reclamo. Só sigo em frente!
Turma da UCS - Expressão Teatral e Desinibição

Turma teatro Nível I - Gramado

Turma Teatro Nível II - Canela


Turma do Centro de Convivência Social do Idoso
Leia-se "Grupo Retrô"



quinta-feira, 24 de maio de 2012

Inscrições abertas para a II Maratona de Monólogos


Olha só quanta novidade!

Este ano a maratona será realizada em Canela e Gramado, uma parceria da Fundação Cultural de Canela e da Secretaria da Cultura de Gramado com a promoção de Lisiane Berti.
Desta vez temos duas categorias: Iniciantes (alunos de teatro) e Amador (atores de teatro)
Teremos oficinas, apresentação de espetáculos convidados...uma verdadeira maratona cultural!
Segue abaixo o regulamento: 
REGULAMENTO

            Das Inscrições:

  1. Estão abertas as inscrições para a II Maratona de Monólogos de Canela e Gramado para alunos de teatro iniciantes e atores amadores da região das hortênsias que se realizará de 9 a 13 de julho de 2012 no Teatro Elisabeth Rosenfeld em Gramado e no Teatro Casa de Pedra em Canela somente a noite.

  1. As inscrições estão abertas de 22 de maio a 10 de junho de 2012;

  1. Para fins de inscrição os interessados devem solicitar a ficha  pelo email lisiberti@gmail.com preenche-la e envia-la junto com uma foto de divulgação do espetáculo (da cena ou do ator) para fins de divulgação.

  1. Cada ator/atriz pode se inscrever apenas com um monólogo na sua respectiva categoria e pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 25,00 que também deve ser entregue junto com a ficha de inscrição para Lisiane Berti.


Das apresentações:

1.      Após o prazo de encerramento das inscrições será definida a programação, obedecendo a seguinte ordem: Alunos de Canela farão suas apresentações no Teatro Casa de Pedra e alunos de Gramado no Teatro Elisabeth Rosenfeld.
2.      As apresentações começarão sempre às 19h e após todas as apresentações da noite haverá debate com os jurados, atores e platéia convidada com o intuito de aperfeiçoar o trabalho.
3.      Será cobrado um valor simbólico de ingressos como em 2011 de R$ 5,00. Na noite de encerramento haverá a apresentação do espetáculo “Pois é, Vizinha” de Débora Finochiaro de POA onde o valor do ingresso sofrerá alterações. Alunos da maratona terão desconto.

Das premiações:

1.      Serão concedidos três troféus em cada categoria:
Categoria Iniciante: (alunos que começaram a estudar teatro recentemente) concorrerão ao troféu de Monólogo Revelação, melhor ator e melhor atriz.
Categoria Amador:  (alunos que já estudam ou trabalham com teatro a mais tempo) concorrerão ao troféu de melhor monólogo da maratona, melhor ator e melhor atriz.
Ambas as categorias concorrerão a um prêmio especial do júri. (Surpresa)

Da Oficina:

Durante a Maratona será oferecida a oficina “Espontaneidade e Desenho no Espaço” pela atriz Débora Finocchiaro de Porto Alegre  em um encontro intensivo através de práticas do trabalho do ator desenvolvendo atividades práticas de expressão corporal e vocal, respiração, foco, coordenação motora, jogos e exercícios teatrais.
Número de vagas: 20 (sendo 10 para alunos de Canela e 10 para alunos de Gramado)
Idade mínima: 14 anos
Valor: R$ 50,00
Duração: 5 horas de oficina com certificado
Solicitação de inscrição por email lisiberti@gmail.com
Se as vagas não forem preenchidas pelos alunos de teatro, que deveriam ser os maiores interessados, vamos abrir a comunidade de Canela e Gramado.
A oficina será realizada no Centro Municipal de Cultura de Gramado Arno Michaelsen (sala atelier).



sábado, 12 de maio de 2012

Costurando pedras, arrematando cacos...

Você já deve ter escutado a expressão "batendo a cabeça na pedra" ou "dando murro em ponta de faca"...eu criei uma nova "costurando pedras" , ou seja, fazendo coisas quase impossíveis enquanto se está parado. Já se pegou pensando onde você está exatamente? Parece que a vida todo dia te coloca a prova, mas  chega um ponto, esse que estou propriamente que você está parado, não pode ir, não pode voltar, não pode dobrar para nenhum lado. Precisa esperar! Palavra difícil essa, esperar! Por quem? Pelo quê? Para quê? Então você costura pedras, arremata cacos e só vai se machucando ou permite que os que estão a sua volta te machuquem, por burrice ou medo talvez. Você vai a lugares que já não fazem mais sentido, mas sabe que precisa ir e encontrar pessoas que não gostaria de encontrar, de ouvir quem não gostaria de ouvir, de ver quem não queria ver...A vida é isso! Um emaranhado de nós que criamos, quanto mais achamos que estamos nos desvencilhando, mais nos enrolamos. O profissional oscila, e você fica entre a sua ética, os seus valores, o seu comprometimento e ao mesmo tempo tem vontade de jogar tudo para o ar e fazer o que todo mundo faz, se corromper talvez! Mas será que valeria a pena?  Nos relacionamentos, você passa o maior tempo da sua vida querendo alguém, quando finalmente acha, faz de tudo para afastar, achando que não é merecedor. No plano familiar, você se afasta, porque na sua vã hipocrisia, acredita que afastando-se seja o melhor remédio, afinal, não tem "que se envolver", é sua família, mas o problema não é seu, é deles!
E o tempo passa, você vai envelhecendo e continua a "costurar pedras", ou seja, cometendo o mesmo erro! A quem você pretende agradar? A quem você quer impressionar? Os outros? Até quando você vai se iludir importando-se demasiado com a opinião alheia? Se é simpático acham que quer chamar atenção, se é sério demais, é mau humorado. Difícil arte, de agradar! Já passou pela sua cabeça ser simplesmente você? Agradar em primeiro lugar você? Ah, você nunca pensa em você não é? Desculpe...esqueci! Comece então a colocar gaze nos seus dedos ou atadura gessada, porque do jeito que as coisas vão, você vai ficar muito tempo costurando pedras e arrematando cacos, não vai sair do lugar, vai continuar PARADO e energia que não circula, não troca, não rende, não cria! Acaba assim, então?
Tudo aquilo que você acredita ou lutou, se é que lutou por algo seu, vai entregar a qualquer um? De graça! Olha a placa! Não dá para ir a lugar algum, mas lá na frente, bem lá na frente, o caminho está aberto, mas você precisa se MOVIMENTAR, sair do marasmo, dar o primeiro passo. O que você quer, de verdade? O que faz sua alma brilhar? Lembre-se que sucesso é consequência de trabalho bem feito, mas o trabalho para ser bem feito precisa ter paixão. Então, onde está a sua exatamente?

segunda-feira, 23 de abril de 2012

É neste final de semana!

Não percam neste final de semana a estreia oficial de Xará-xaxá: Lendas do Povo de Cá" sob minha direção.
Elenco 2012




Quando: 28 e 29 de abril
Hora: 20h no sábado e 18h no domingo
Local: Teatro Casa de Pedra
Ingressos: antecipado na Fundação Cultural de Canela R$ 10,00 no local R$ 15,00

Agende-se e prestigie o que é nosso!

sábado, 14 de abril de 2012

Estreia de "Xará-Xaxá: Lendas do Povo de Cá"

Dias 28 e 29 de abril estreio minha nova direção no espetáculo de cultura gaúcha "Xará-Xaxá: Lendas do Povo de Cá".

Programação Visual: Charle Oliveira

O Rio Grande do Sul tem uma infinidade de histórias com origem no imaginário popular do povo gaúcho, passadas de geração a geração pela tradição oral.


No espetáculo “Xará-xaxá: lendas do povo de cá”, levada pelo sentir da diversidade cultural gaúchas, escolhi quatro lendas para encenar: A Lenda do Umbu, A Lenda da Erva Mate, A Lenda do Quero-quero e a Lenda do Negrinho do Pastoreio.

Em cena cinco mulheres recontam as lendas gaúchas revivendo personagens fabulosos como a índia Cayari, o barulhento quero-quero, a nobre árvore Umbu e o sofrido negrinho do pastoreio, trazendo a cena o mundo mágico das lendas gaúchas, sob um olhar feminino.
No elenco: Paula Lovatto e Luana Michel (montagem antiga), Lígia Correa (aluna que conheci na Escola das Artes de Gramado), Maiara Bertolucci (a dirigi numa leitura dramatizada e desde lá sua atuação já me chamava atenção) e Renata Brito (ex aluna que retornou este ano ao teatro).

As apresentações serão no Teatro Casa de Pedra em Canela: sábado (20h) e domingo (18h). Os ingressos podem ser adquiridos na Fundação Cultural de Canela ou com os integrantes do grupo.

Aos meus queridos leitores, criei um blog somente desse espetáculo que já tem muita história para contar: www.xara-xaxa.blogspot.com 

Acessem e fiquem por dentro de tudo que rolou e está rolando para a estreia!
Um "quebra costela" (abraço apertado) para vocês!!!!

sexta-feira, 23 de março de 2012

E a vida vai...mas será que volta?

E a vida vai...segue seu rumo, segue seu destino, segue suas crenças, segue seu ritual, mas será que ela volta? Será que ela volta para nos dizer como foi de "viagem"? Se tudo é aprendizado, em algum momento será que ela vem nos informar se as lições foram aprendidas? Não caros leitores, não estou falando de vida após a morte ou reencarnação, apesar de acreditar em ambas... Falo de CONSTATAÇÕES!
Vocês já pararam para pensar que rumo estão seguindo? Que escolhas estão fazendo? Ou deixando de fazer? Se somos testados como saberemos se passamos no "teste". Será que estamos em recuperação constante? Por que algumas situações se repetem? Ah, vida voltando e dando na nossa cara, do tipo: "Ei, não aprendeu ainda? Vai acordar quando?"
A vida também se revolta, tem gênio forte, é arrogante até, não perde tempo, não para por acaso, não acelera sem motivo. A vida sempre vai, e vai longe.Bem longe!
Não acredito que não sejamos senhores supremos de nossas vidas, acredito que tudo está em nossas mãos, cabe a nós decidir como nos locomovemos nesse percurso curto chamado "vida". Nessa jornada, muitas vezes afundamos em nós mesmos e nos soterramos de rancores, preconceitos, egoísmos, acabamos fazendo misérias com nossas próprias mãos e  que é pior, a nós mesmos!
Ontem, antes da minha aula de teatro, sentada em um dos meus refúgios preferidos, (atelier onde dou aula de teatro em Gramado) ouvindo blues escrevi: 
"Ando tão cansada...
Longe, perdida...
Quero encontrar-me novamente!
Dizem que retroceder faz parte
Será mesmo?
Avançar sem avançar...
É assim que me sinto!
Ando tão cansada...
das mesmas pessoas, ruas, lugares...
Repetitivo!
Quero encontrar-me,
não lembro bem onde me perdi ou me deixei perder, onde foi que sumi,
mas ei, ah, ei de me achar novamente!"
Não, não é depressão, indignação...é só uma forma de ser e sentir.
Tristeza também se sente, sem necessariamente ter havido algo grave, assim como a alegria, ela é essencialmente necessária.
Mas os próximos, os "nossos", não entendem, ou talvez entendam melhor que nós que estamos dentro dessa teia de saudosismo...
A minha vida? Ela vai bem obrigada, mas faz tempo que não volta trazendo notícias que me acalentem a alma...Talvez, seja mais uma daquelas brincadeiras de "esconder", quando eu menos esperar, ela aparece, risonha, serelepe, gordinha de felicidade e com muitas "boas novas".
Seguimos! É o que tenho feito incansavelmente todos os dias. Pior que ela não voltar é você não sair do lugar, portanto movimentemo-nos!!!


sexta-feira, 9 de março de 2012

Dúvidas...

E o seu dia começa carregado de pontos de interrogação. Você acorda bufando e pensando como vou resolver isso, como vou atender aquilo, como vou planejar agora, como vou me virar daqui para frente...
Seguir ou desistir? Retornar ou estatizar? Cair ou continuar de pé? Entregar os pontos ou continuar carregando pesos que talvez nem sejam mais seus?

As dúvidas vão desde as mais simples como: " O que vou vestir hoje?", "O que vou fazer de almoço no tempo curto que tenho?", até dúvidas mais arrojadas como " Devo continuar na minha profissão?", "Devo insistir em algo que talvez já não tenha mais sentido?", sem falar nas dúvidas sentimentais, familiares, amorosas, cinéfilas, gordurosas (sim, porque escolher o que comer é uma dúvida cruel), facultativas, amorosas, teatrais, criativas, escolares, maternas, contábeis, econômicas, amigáveis, práticas, enfim, um arsenal delas todos os minutos.

Quem nunca teve uma dúvida que apague o primeiro ponto de interrogação, ora! A vida passa, a gente envelhece, quebra a cara, aprende a duras penas e as malditas dúvidas,estão sempre ali, impedindo seu sono, tomando conta do seu travesseiro, sequestrando sua calma, mesmo que fingida. Tanta coisa a resolver, tantos passos a dar, tantas decisões a tomar, decisões estas que são fundamentais para um futuro próximo. Recuar parece ser uma estratégia funcional, ou será medo de tomar decisão?

Abri o livro minutos de sabedoria e dentre o que li, "caiu" " ...sente-se confortavelmente, respire fundo e não deixe nenhum aborrecimento o atingir, os problemas se resolvem por si só...Aí, minha gata (preta) pulou no meu colo e comecei a dar um "sermão" nela. Pronto, aborrecimento voltou! Difícil arte essa de ser paciente, esperar pois algumas coisas acabam mesmo se resolvendo sozinhas...meu deus! Eu quase morro quando tenho que esperar respostas, que não dependem unicamente de mim...fico aflita, acaba roendo minhas lindas unhas, como feito um rinoceronte, não paro, mexo em coisa que não preciso, faço limpeza e isso me irrita mais ainda.

Mas se dúvidas são companheiras de longa data, devíamos estar mais acostumados a elas, devíamos não deixá-las tomar conta cruelmente dos nossos pensamentos. Bani-las de vez, também não seria confortável, afinal quem não tem dúvida, peca por orgulho e não evolui. 
Que venham então as malditas "vampiras cabeçudas" (adjetivo que dei as minhas dúvidas), sim, elas já são personagens com vida própria! Estilo Rodrigueano com um certo apelo absurdo.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Cursos de Teatro Nível I e II


Inscrições Abertas!

Ofereço ainda oficina para crianças e adolescentes.
Crianças (de 5 a 10 anos) -Quarta-feiras das 10h às 11h30min no Centro de Cultura de Gramado. Mensalidade R$ 50,00
Adolescentes: Quintas-feiras das 14h às 15h30min também em Gramado.
Solicite sua ficha de inscrição por email: lisiberti@gmail.com

Invista em você! Na sua auto-estima!
Venha viver essa experiência!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Essa tal intimidade...



Você passa muito tempo querendo alguém que te conheça na sua “intimidade”, e claro, que respeite seu espaço. Então, finalmente você conhece alguém, se apaixona, faz promessas, quase juras de amor, em qualquer instante do dia, é só nela que você pensa. O tempo todo.

Então você se entrega! Entrega seu corpo, seu coração, sua alma, se entrega como há muito tempo não fazia, só fingia! E o amor vai bem obrigado. Agora não se dividem apenas juras, mas realidades, contas, espaços da casa, espaços na vida um do outro. Moram juntos. Unem escovas, dividem gavetas, cada um tem seu espaço na cama. Cada um tem um espaço maior na casa e na vida do outro. Junto com esse espaço, vem também tudo aquilo que você mais ama no outro e claro, aquilo que você nem sabia que detestava.Pasmem, a tal “intimidade”.

Ser íntimo de alguém é ouvir reclamações sobre você: o quanto você ocupa espaço e é desorganizada, o quanto você deve cuidar quando ir no banheiro para não deixar nenhum cabelo na pia, pois isso irrita seu parceiro. Cuidar, limpar, organizar, fazer, ouvir...os verbos de ação começam a fazer parte do seu vocabulário. No outro você também tem que dividir as músicas que ele ouve e claro, nem sempre são as que você mais gosta, dividir  programas de televisão, adaptar-se assim como um camaleão a este novo meio, que passou a ser a casa de vocês. Difícil? Muito! Todo dia é um exercício de paciência, de compartilhamento de adaptação. Agora, não existe mais aquele cuidado inicial, quando você cuidava o que falava porque mal conhecia o outro e temia que ele também conhecesse o seu monstro interno, que estava pronto para ser acordado.

Passam-se os dias. Sua calma é testada e você se pergunta: “ Até que ponto vale tudo isso?”, será que você quer mesmo partilhar da sua “intimidade” e conhecer a do outro? Muitas perguntas, algumas ainda sem resposta. Juntar “escovas” é um ato de coragem, sobretudo de amor. Nos tempos modernos em que amor virou “piegas” e sexo é vendido barato, até dentro da sua casa numa sucessão de inversão de valores, quando você toma coragem e assume viver a sua vida ao lado da outra pessoa, é sim, um grande ato de amor e coragem.

Íntimos. Sempre! Você divide a parte chata e até se estressa com ela, mas é bom ter ao lado alguém que te conhece tanto, que você não precisa falar, basta olhar ou respirar. Se colocasse na balança, as qualidades do outro,  são muito maiores que seus defeitos e você só tem que se policiar e pensar no que é bom, deixando o “não tão bom” para momentos “íntimos” e que se fala sobre isso numa boa, tentando melhorar a convivência diária. Conviver! Não fomos feitos para viver sozinhos, mas passamos a vida tentando provar aos outros que sim, somos eremitas das nossas emoções.

A intimidade é uma ponte entre você e seu amor, você e seus filhos, você e seus amigos. Depende unicamente daquilo que você quer ou não compartilhar, mas para dar é preciso receber, ouvir e também entender a intimidade do outro. Se não é fácil para você, também não deve ser nada fácil para seu parceiro. Pense nisso! Ah, e preocupe-se mesmo quando não houver nenhuma reclamação sobre essa tal intimidade, aí sim, as coisas fugiram do controle. Enquanto houver intimidade de verdade haverá sempre reclamações, faz parte e pode ser bem divertido se você souber tirar proveito da situação e dar boas risadas. (Lisi Berti – 03/02/12 - POA)





VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.