Páginas

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Sobre "afastamentos" que se tornam agradecimentos

Tem gente que entra e sai da nossa vida em um piscar de olhos...amigos de infância que ficam e se vão, colegas de aula, vizinhos, primos, colegas de trabalho, namorados, amigos, amigos só de festa, até gente da família. E vejam só, não estou falando de morte. Nem de separação de casais...estou falando de afastamentos... 
Eles ocorrem durante toda a nossa vida, às vezes sofremos muito por não entendê-los, relutamos, tentamos buscar explicações do porquê isso ocorreu...
Durante muito tempo da minha vida eu sofri por "afastamentos", eu não entendia porque "do nada" algumas pessoas simplesmente sumiam, não me cumprimentavam, paravam de me ligar, perdíamos contato. Caminhando pela rua via "fulano de tal" que já tinha sido meu "melhor amigo" e que mal de dera oi, como total estranho. Outras vezes um "ex", que educadamente (se não tivesse com a atual, porque elas sempre tem ciúmes) dava um "oi" afônico e eu me perguntava "Credo, já beijei essa boca e ele me dá esse oi murcho, como assim?"
Um amigo querido sempre me diz que temos que virar a página e aceitar que dói menos. Essa semana entendi mais esses "afastamentos necessários". Me reuni com minhas colegas do Ensino Médio, minha turma de 20 anos atrás, a turma de festas e saideiras de muita história que guardei nas minhas agendas/diários... De repente estávamos ali, sentadas, rindo muito e é como se nunca tivéssemos nos separado. Então, nos afastamos fisicamente, mas o laço criado permaneceu... Podemos dizer que não houve afastamento real.
O que não admito, o que me irrita e me falta evolução suficiente para entender (que meus guias espirituais me perdoem) é como que alguém, amigo, parceiro, companheiro, que te conhece, que partilhou das tuas dores e amores, que te ouviu que te confessou a alma, de um dia para o outro começa a sumir do mapa, te deleta como se você fosse uma "goiaba bichada". Aí você fica naquela dúvida, falo ou não falo, procuro ou não? (eu sempre falo e procuro porque gosto do olho no olho)mas não insisto muito não. Muito sábios os que dizem que teu pior inimigo é teu ex amigo, porque conhece teus "detalhes mais sórdidos".
Hoje, com 40 anos na cara e muitos tapas, aprendi que os afastamentos são necessários, é a velha seleção natural. Quem tem que chegar chega, quem tem que sair SAI!. Simples assim e está tudo certo, meu povo! As galinhas mais fracas do galinheiro morrem porque não conseguem chegar perto da água...
Segundo Darwin, "por exemplo, em um ambiente específico, apenas as espécies que possuem as condições ideais de sobrevivência conseguirão se reproduzir e transmitir para os seus descendentes as mesmas características genéticas e fenotípicas que garantam a perpetuação da espécie naquela região. No entanto, as espécies que não possuem os fenótipos adequados para sobreviver neste ambiente, não conseguirão se reproduzir e morrerão, sendo lentamente extintas."
Não entendeu? Vou explicar: a seleção natural está presente sobre todas as populações de seres vivos, seja em ambientes estáveis ou constantes, atuando como um “estabilizador”, eliminando as espécies mais “fracas” e garantindo a sobrevivência dos organismos mais fortes e aptos em sobreviver.
Os fortes sobrevivem queridinhos, e ouso dizer que não basta ser forte, é preciso ser inteligente!!! Quase estratégico! Então como estamos nessa cadeia evolutiva, vai estar com você quem é como você! Por mais que você tente ser generoso e levar no colo os "fraquinhos" eles em algum momento começam a pesar, e você para poder continuar a sua caminhada, vai ter (querendo ou não, sofrendo ou não) de deixá-los! Cada ser tem seu caminho, sua evolução, sua função! A vida te dá o que você PRECISA e não o que você quer...então presta atenção no que anda pedindo e no que anda fazendo, para depois não reclamar...
Alguém virou a cara para você? Alguém que era muito conhecido hoje é estranho? Alguém que frequentava tua casa e da tua família "sumiu do mapa"? Aquele parceiro de festa não quer mais fazer a TUA festa? Afastamento necessário meu bem! Relaxa, agradece e segue! A vida só nos ensina, o problema é quem nem sempre conseguimos enxergar além da tela do nosso celular. Agradece e sorri! Você é forte! Você é grande! Mas não seja pretensioso!
Apenas cuide melhor de você e não se preocupe tanto com o afastamento alheio... o que é seu de verdade não se afasta, só aparece quando é necessário!  É como coisas importantes que perdemos dentro de casa... na hora certa, geralmente quando desistimos de procurar, BUM! Aparece e a gente diz: "olha o que eu achei?" ou "olha onde estava..." e para nossa surpresa, bem debaixo do nosso nariz... e simplesmente não vimos...
Dizem que o amor é assim!!! (momento deboche) Podia ser né! Imagina encontrar alguém próximo e se dar conta que era tudo que você queria e estava ali, bem pertinho...
"Afastar-se é deixar-se evoluir"...tudo tem seu prazo de validade meus queridos, e não podemos lutar contra isso, a não ser que você curta "carniça". Há quem nasça para urubu e pense que é cisne....(momento deboche dois).






Nenhum comentário:

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.